USAID tem plano contra ferrugem do café na América Central | Boa Informação
Início / Sem categoria / USAID tem plano contra ferrugem do café na América Central

USAID tem plano contra ferrugem do café na América Central.

WASHINGTON, 19 Mai 2014 (AFP) – O governo dos Estados Unidos anunciou, nesta segunda-feira, uma nova iniciativa para encontrar uma forma eficaz de combater a ferrugem, um fungo que ataca os cafezais e prejudica de forma catastrófica as exportações centro-americanas do grão.

A Agência Americana de Ajuda ao Desenvolvimento (USAID) informou ter costurado um plano com a Universidade de Agricultura e Mecânica do Texas (sul), com custo estimado em US$ 5 milhões, para erradicar a ferrugem, um fungo cujo aparecimento tem efeito devastador nas plantações de café.

O plano prevê que a universidade do Texas desenvolva cepas de plantas resistentes à praga e sua posterior introdução na região onde a USAID apoia iniciativas de comércio justo.

Também se propõe a delinear métodos para controlar as epidemias.

“A ferrugem do café ameaça mais do que o seu café da manhã. Afeta empregos, negócios e a segurança de milhões de pessoas nas Américas”, disse o administrador da USAID Mark Feierstein ao apresentar a iniciativa.

A USAID estima que desde 2012 a ferrugem tenha causado prejuízos no valor de US$ 1 bilhão para a indústria cafeteira na América Central e do sul, e que atualmente represente uma ameaça para quase meio milhão de postos de trabalho.

“Temos que controlar as epidemias para garantir que os fazendeiros e os trabalhadores tenham rendimentos estáveis, que não comecem a plantar cultivos ilícitos ou sejam obrigados a migrar porque não podem manter suas famílias”, acrescentou Feierstein.

Segundo a entidade World Coffee Research, o fungo da ferrugem apareceu pela primeira vez na região em cultivos da variante Arabica na Guatemala, em 2010, embora os casos tenham se acelerado dois anos depois.

Compartilhe..Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Comentários

comentários

Fonte: UOL.com.br

UOL.com.br
Notícia postada pelo site UOL