F1 – Os resultados de Hamilton x Rosberg em 4 anos



Lewis Hamilton e Nico Rosberg

Lewis Hamilton e Nico Rosberg

A súbita aposentadoria de Nico Rosberg criou uma dor de cabeça para a Mercedes e também terminou a parceria de pilotos mais longa da F1 atualmente.

Hamilton chegou na equipe Mercedes em 2013 após de um ano de muitas quebras na McLaren em 2012, inclusive em três corridas das quais ele liderava. Mas a dupla já se conhecia bem de seus dias de kart e uma característica manteve-se constante até seu último ano juntos na F1: Hamilton sempre conseguiu pontuar mais que Rosberg durante uma temporada.

Isso alternou em 2016, quando Rosberg venceu Hamilton por 5 pontos e conquistou o título. Os problemas técnicos que Hamilton teve em 2016 desempenharam um papel que já foi abordado em detalhes pelo Autoracing anteriormente.

Mas os dados mostram que Rosberg também melhorou sua tocada em 2016 em comparação com as temporadas anteriores?

Alguns pontos interessantes se destacam ao examinar os registros de vitórias e derrotas de Rosberg e Hamilton nas provas de classificação e nas corridas de seu tempo juntos na Mercedes. O primeiro é que 2015 foi claramente a temporada mais fraca de Rosberg contra Hamilton, especialmente antes das três últimas corridas da temporada, altura em que o título havia sido resolvido.

Depois de conquistar o título este ano Rosberg dredigiu algumas alterações que fez para melhorar seu desempenho em 2016, além de trabalhar ainda mais com seus engenheiros e com a telemetria de Hamilton. Isto incluiu comprar um kart para aprimorar seu ritmo de corrida e usar a meditação para afiar sua força mental.

Isso não o transformou em um piloto mais rápido do que Hamilton. Mas comparado a sua forma sobre as primeiras 13 corridas de 2015, Rosberg pelo menos foi capaz de se classificar à frente de seu companheiro da equipe no mérito às vezes e de converter essas oportunidades de marcação de pontos que isto proporcionou. Isso provou ser decisivo em uma temporada em que Hamilton enfrentou um número desproporcionalmente elevado de problemas mecânicos em seu carro.

Embora poucos discutam a superioridade de Hamilton, muitos poderiam ter esperado uma escala maior de sua superioridade sobre Rosberg durante os últimos quatro anos. Hamilton conquistou a batalha de classificação por 42 x 34 e nas corridas por 39 x 27.

São dados que mostram uma superioridade contundente de Hamilton, mas não um massacre. E de acordo com a própria Mercedes, Rosberg melhorou muito em todos os aspectos desde que Hamilton chegou à equipe em 2013, especialmente em voltas de classificação.

AS – www.autoracing.com.br

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que contenham ofensas não serão aprovados pelo moderador.



Retirado do site AutoRacing.com.br