“O BNDES não quer sair agora do JBS” – JORNALIVRE


Em entrevista concedida ao Estadão em 2011, 0 presidente do JBS, Wesley Batista, já dava sinais da parceria, no mínimo, suspeita de sua empresa com o BNDS.

Na época, as ações da JBS haviam caído 27% porque, dado o cenário econômico da companhia e de outras oportunidades que o BNDES poderia aproveitar, todos os analistas davam como certa a saída da empresa pública da sociedade com a empresa privada.

No entanto, estranhamente, não foi o que aconteceu e Batista já tinha certeza. Apesar de inúmeras críticas que o mercado lançou contra o BNDES por conta da manutenção da parceria com a JBS, o presidente da empresa afirmou que “o JBS é um investimento de longo prazo do BNDES. O banco não tem interesse em desinvestir”, diz Batista.

Seis anos após e ainda não ficou claro o motivo. A única certeza que temos é a de que a JBS, uma das maiores doadoras da gestão petista, recebeu dinheiro de forma imoral e suspeita do BNDES. A dúvida que permanece é: será que a JBS e o BNDES mantinham uma relação tão podre quanto a carne que o império de carnes vendia?

 



Fonte: Jornal Livre