Nota do MPE sobre “OPERAÇÃO INDENIZAR – SE” na ALESE


A Promotoria de Justiça do Patrimônio Público da Capital, por meio dos Promotores de Justiça Jarbas Adelino S. Júnior, Bruno Melo Moura e Luciana Duarte Sobral instauraram Inquérito Civil para apurar possível desvio de verba indenizatória da ALESE nos mesmos moldes ocorridos na Câmara de Vereadores de Aracaju.

MP de Sergipe ajuíza Reclamação Constitucional perante o STF. (Foto: arquivo/SE Notícias)

MPE de emite nota sobre Operaçã0  Indenizar-se. (Foto: arquivo/SE Notícias)

Durante as investigações da “Operação Indenizar-se” realizadas na Câmara de Vereadores de Aracaju, foram encontrados indícios de que a empresa “Elo Consultoria e Advogados” alvo da investigação, também fornecia notas e recibos fictícios no âmbito do Poder Legislativo Estadual.

Por fim, reafirmamos o dever do Ministério Público do Estado de Sergipe de investigar de maneira independente e autônoma quaisquer desvio de dinheiro público, sempre em prol do correto cumprimento do seu mister republicano.

Fonte: SE Notícias