Fotógrafo vai ao mesmo local durante nove anos para registrar os transeuntes


Peter Funch, um fotógrafo dinamarquês, radicado em Nova York, se instalou exatamente no mesmo local por nove anos, de 2007 até 2016, para clicar pessoas saindo do metrô da “Big Apple” a caminho de seus trabalhos.

Funch viu e fotografou centenas de vezes a “mesma imagem”, isto é, ele viu e registrou a mesma cena repetidas vezes: as mesmas pessoas fazendo o mesmo percurso com seus mesmos modos de caminhar e trejeitos por longos nove anos.

Dessa serie de imagens nasceu o livro 42nd and Vanderbilt fazendo referência à esquina da rua 42 com a avenida Vanderbilt, local que Peter escolheu para se instalar por tantas vezes entre as 8h30 e as 9h30 da manhã para fazer suas fotos.

Procurando encontrar regularidade nos registros em meio ao movimento caótico da metrópole, o fotógrafo conseguiu copilar uma serie que mostra como os rituais diários do modo de caminhar, se vestir ou mesmo tomar um café a caminho do destino dos fotografados, se repetiam.

Para passar desapercebido das pessoas que eram fotografadas, Peter usou um tipo de lente que lhe permitia manter certa distância entre os fotografados e a mira de sua máquina fotográfica.

No livro, Peter Funch colocou as fotos lado a lado de modo que fique claro como os rituais diários das pessoas a caminho de seus trabalhos se repetem, seja no modo como alguém toma um café, fuma um cigarro ou mesmo caminha ou olha para o mesmo ponto ao longo dos dias, semanas, meses e anos.

Fonte: hy