Gilmar Mendes empata julgamento sobre afastamento de parlamentares no STF


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes proferiu há pouco seu voto, que empatou o julgamento sobre o afastamento de parlamentares por meio de decisões cautelares da Corte em 4 votos a 4. Faltam os votos de três integrantes da Corte: os ministros Marco Aurélio, Celso de Melo e a presidente do STF, Carmen Lúcia.

Até o momento, os ministros Edson Fachin, Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux votaram pela possibilidade de afastamento de parlamentares sem aval da Câmara dos Deputados ou do Senado. Alexandre de Moraes, Dias Toffoli

CONTINUAR LENDO A NOTÍCIA