Porteiro de São Gonçalo vira as 4 cadeiras e emociona no “The Voice Brasil” – 13/10/2017


A quarta noite de audições às cegas do “The Voice Brasil” foi marcada por emoção e perseverança. Logo no primeiro candidato, os quatro jurados viraram suas cadeiras. Era Felipe Luziário, de 22 anos, cantando o reggae “Andei Só”, do Natiruts. O jovem de 22 anos trabalha como porteiro em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. 

“Felipe, vou lhe contar um segredo. Estou vendo meu filho dizendo: ‘mãe, se você não virar…'”, brincou Ivete com o candidato ao falar sobre a paixão dela e do pequeno Marcelo pelo ritmo do reggae.

Enquanto conversava com os técnicos, Felipe acabou contando um pouco da sua história e a profissão antes de chegar ao programa. “Abrindo portas e aqui a maior de todas para você”, declarou Ivete depois de descobrir que ele era porteiro.

A baiana, aliás, foi escolhida pelo rapaz como técnica depois de fazer o apelo envolvendo o filho. Após ser escolhida, Ivete além disso pediu para que seu pupilo mandasse um recado para o menino. “Marcelão, essa é pra você”, disse Felipe.

“Nunca fiz aula de música, era porteiro. Hoje olha o que está acontecendo, os quatro viraram. Tô no ‘The Voice'”, comemorou o rapaz.

Quem se deu melhor na quarta noite de audições às cegas do “The Voice Brasil”?

Total de votos

Spice Girls “soul” chama atenção

Outro candidato que chamou atenção na quarta noite de audição às cegas foi Juliano Barreto, de Porto Alegre. O gaúcho de 32 anos fez uma versão estilo soul da música “Say You’ll Be There”, clássico pop das Spice Girls, e surpreendeu os jurados, virando todas as cadeiras.

“Que calminha poderosa”, elogiou Ivete Sangalo. Juliano, no entanto, escolh