“Vão me entregar à morte”, diz Cesare Battisti em entrevista


Reprodução

Battisti teme jamais voltar a ver o filho caso seja extraditado

 

Condenado à prisão perpétua na Itália, onde é acusado de ter matado quatro pessoas, o ex-ativista de esquerda Cesare Battisti

diz que uma eventual decisão do presidente Michel Temer em extraditá-lo ao país de origem equivaleria a condená-lo à pena de morte. “Não sabemos em que se baseia o gabinete jurídico da Presidência [da República] para que eu possa ser extraditado. Não sei s

CONTINUAR LENDO A NOTÍCIA