Sindpol confirma com secretário de Ressocialização que Casas de Custódias de AL serão de sua responsabilidade

A diretoria do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) se reuniu com o secretário de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), coronel Marcos Sérgio de Freitas, para tratar da retirada dos presos das delegacias. No encontro, o secretário confirmou que as Delegacias Regionais serão transformadas em Casa de Custódias e ficarão sob a responsabilidade do sistema prisional.
O secretário destacou a importância do mister constitucional da Polícia Civil. Revelou que houve uma reunião com os secretários de Segurança Pública, de Ressocialização e o Delegado Geral, os quais trataram da melhoria da questão dos presos.
O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, destacou que o efetivo da Polícia Civil está defasado, e as delegacias com presos, comprometendo a realização da atividade-fim dos policiais civis, que é a investigação. “Não dá mais para deixar os policiais civis tomando conta de preso”, afirmou.
Com relação à integração, o presidente do Sindpol informou que o Governo do Estado precisa criar formas de integração, ouvir os policiais civis, militares, agentes penitenciários, guardas municipais com todos juntos. Destacou também a importância da realização de cursos com os integrantes da segurança pública, como forma de integração. “O Sindpol concorda com a integração das polícias, mas não do jeito que está sendo operacionalizado. Construir um prédio e colocar as duas polícias sem considerar as especificidades de cada uma. Quem chega primeiro, sai ocupando salas. Daí se inicia os problemas. Não vamos cometer os erros da Central Integrada de Atendimento Policial ao Cidadão (Ciapc), que acabou não servindo à população”.
O diretor de Comunicação do Sindpol, Edeilto Gomes, também disse que, no Centro Integrado de Segurança Pública de Boca da Mata, os policiais civis estão dormindo no chão, porque os policiais militares já ocuparam os três alojamen