Início / Brasil / Tenente da PM acusado de matar adolescentes em 2006 é condenado a 150 anos e seis meses de reclusão

Tenente da PM acusado de matar adolescentes em 2006 é condenado a 150 anos e seis meses de reclusão

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O tenente da Polícia Militar Sebastião Antônio Félix, acusado de ser o mandante da morte de dois adolescentes e de torturar e obrigar 17 jovens a entrar no Rio Capibaribe no Carnaval de 2006, foram condenados a 150 anos e seis meses de prisão na noite desta quarta-feira (15). O julgamento, presidido pela juíza Fernanda Moura, aconteceu na 1 ª Vara do Tribunal do Júri, no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, em Joana Bezerra, área central do Recife. 

Leia Também

O tenente foi considerado culpado pelo júri popular, mas aguardará o julgamento do recurso em liberdade. O advogado do acusado, Emerson Leônidas, já recorreu à sentença logo após o término do júri. Sebastião Félix foi condenado por duplo homicídio triplamente qualificado (por motivo fútil, tortura e impossibilidade de defesa das vítimas) e 11 tentativas de homicídios.

O CASO

O tenente e mais sete policiais são acusados de ter abordado o grupo de 17 adolescentes, em duas viaturas, no dia 28 de fevereiro de 2006, próximo ao Cais de Santa Rita, Centro. As vítimas afirmaram que estavam se dirigindo ao Recife Antigo para brincar Carnaval. 

Os jovens teriam sido colocados nos veículos e levados para perto da Ponte Joaquim Cardozo, em Joana Bezerra. Segundo eles, foram agredidos e obrigados a atravessar o rio nadando. Zinael José Souza da Silva, 17, e Diogo Rosendo Ferreira, 15, não sobreviveram. Dois dias depois, foram encontrados boiando no rio, no bairro da Torre, Zona Oeste.

Palavras-chave


Fonte: Jornal do Comércio www.jconline.com.br

Comentários


  •  
  •  
  •  
  •  
  •