Início / Esportes / F1 / Inclusão dos pneus de 18 polegadas vai diminuir ultrapassagens na F1, diz revista

Inclusão dos pneus de 18 polegadas vai diminuir ultrapassagens na F1, diz revista

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Segundo a imprensa italiana, os compostos de 420 milímetros devem dificultar as chances dos pilotos para ultrapassar nos locais de fora da zona de ativação da Asa Móvel.

Nesta sexta-feira (31), a revista italiana ‘Omnicorse’ analisou o impacto em que as configurações dos pneus de 18 polegadas podem gerar para o campeonato de 2017 de Fórmula 1. A publicação não analisou os protótipos apresentados pela Michelin e nem os da Pirelli. Mas garantiu que a maior dificuldade para os pilotos com os novos pneumáticos seria a possibilidade de ultrapassar em locais fora da zona de ativação da Asa Móvel (DRS).

Revista afirma

Revista afirma que pilotos podem ter problemas para ultrapassar com os pneus de 18 polegadas

De acordo com o artigo, dois fatores devem contribuir para os problemas na tentativa de ultrapassagem dos carros que vão estar participando do campeonato de 2017. O primeiro deles é a largura dos compostos de 18 polegadas. A revista cita que a envergadura do atual pneumático deve praticamente dobrar de tamanho – passando de 200 mm para 420 milímetros -, dificultando assim a possibilidade de manobra por partes dos pilotos para ultrapassar os seus rivais nas curvas.

Além disso, a revista também afirma que as equipes podem ter problemas para reequilibrar as suas máquinas. Segundo o artigo, o composto de 18 polegadas pesa 1 kg a mais do que o atual pneu de 13”. Por conta disto, os times devem ter problemas para conseguir distribuir os pesos nos seus bólidos, causando problemas de set-up no campeonato de 2017.

O outro fator abordado pela revista que deve diminuir a possibilidade de ultrapassagens na temporada de 2017 é o aumento do tamanho das asas dianteiras dos carros. Segundo a revista, o regulamento técnico da F1 afirma que as asas dianteiras devem ter comprimento padrão com a largura dos pneus dianteiros.

Com isso, a asa dianteira dos carros da temporada de 2017 pode ter o comprimento de 800 a 975 milímetros de largura, 300 mm a mais do que as utilizadas nos carros atuais. A publicação também cita que podem haver algumas modificações na asa traseira das máquinas. Essas mudanças seria ocasionada pela mudança na angulação do suporte do aerofólio, que passaria a ter 15º graus de inclinação em relação ao chassi.

Fonte: F1 Team
http://f1team.leiaja.com

Comentários


  •  
  •  
  •  
  •  
  •