Ascom PM-AL
Ascom PM-AL

A Polícia Civil, através da Delegacia de Aquidabã, já identificou os dois acusados de um duplo homicídio qualificado por motivo fútil e de uma tentativa de homicídio registrado no dia 19 de junho deste ano no povoado Caatinga, zona rural de Aquidabã. Na oportunidade, foram assassinados Edivaldo Lourenço Souza e Francisco Tavares dos Santos Neto.

De acordo com o delegado Fábio Santana, após depoimentos de testemunhas, trabalho investigativo de campo, informações da população e da vítima que sobreviveu ao atentado, foi possível representar junto ao Poder Judiciário de Sergipe pela prisão dos ciganos Josuel dos Santos e do seu sogro Rozamir dos Santos. O Josuel cometeu outro homicídio no dia 14 de fevereiro de 2014 na cidade alagoana de Penedo, mas ele responde o processo por esse crime em liberdade, destacou o delegado Fábio Santana.

Conforme os levantamentos da polícia, teria sido Josuel o responsável pelos disparos que mataram Edivaldo e Francisco. A origem do crime, segundo o delegado, não começou na zona rural do município, mas em um bar do centro da cidade de Aquidabã. “Os acusados estavam consumindo bebidas alcoólicas ouvindo música no carro em som alto no estabelecimento quando as vítimas chegaram em veículo Crossfox também com som em alto volume. Após algum período de discussões, as vítimas pagaram a conta a foram embora com destino ao povoado Caatinga”, disse.
A dona do bar, segundo o delegado, prevendo uma confusão resolveu fechar o estabelecimento. Os ciganos, por sua vez, também saíram, mas não pagaram a conta. Instantes após este episódio foi constatado que os três rapazes que estavam no Crossfox tinham sido atingidos por disparos de arma de fogo.

“Assim que as vítimas deixaram o bar, os suspeitos foram a casa onde residiam há cerca de 35 dias na cidade se armaram e perseguiram as vítimas, em um veículo Chevrolet Cruze, que está em nome da mãe de um dos autores, deram jogo de luz e quando o carro da frente reduziu a velocidade, os autores emparelharam os veículos e iniciaram uma série de disparos”, explicou.

Francisco e Edivaldo morreram na hora, já a terceira a vítima foi atingida com três tiros, mas sobreviveu e não corre risco de vida. Após o registro do crime, todo o grupo de ciganos abandonou o município tomando destino ignorado. O veículo Chevrolet Cruzer, cor branca, foi apreendido pela polícia.

Informações sobre o paradeiro de Jozuel e Rozamir podem repassadas, anonimamente, para o Disque-Denúncia 181. A ligação é gratuita e não precisa se identificar.

Fonte e fotos: Ascom SSP/SE