Círculo Operário
Círculo Operário

Passados os trâmites burocráticos, apresentação do projeto, análise e publicação do edital, com empresas habilitadas e uma vencedora, duas obras de restauro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC das Cidades Históricas), foram iniciadas em Penedo.

Contemplada pelo programa federal, voltado unicamente a cidades históricas, das quais 44 urbes tiveram projetos aprovados. Sendo que, em Alagoas, foram apenas duas, Penedo com nove e Marechal Deodoro com igual número.

Com a liberação do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), tiveram início simultaneamente as obras de restauro do Círculo Operário e da Biblioteca Pública. Ambos os prédios ficam localizados na área de tombamento do Centro Histórico.

De acordo com responsável pela coordenação dos trabalhos, o mestre Siloel Lima, ambos os prédios serão totalmente recuperados.

“O Círculo Operário será 100% recuperado. O desgaste e a ação do tempo danificou muito o prédio. O telhado vai ser totalmente substituído, com a troca do madeiramento, forró e telhas. Novos conjuntos sanitários serão construídos. Também vamos recuperar um espaço de lazer nos fundos do imóvel. A restauração ainda contempla novo projeto hidrosanitário e elétrico”, explicou o servidor da Construtora A4, empresa que atualmente é responsável pela recuperação do Complexo Conventual Santa Maria dos Anjos.

Com a Biblioteca de Penedo, o projeto é inovador e contempla um elevador para cadeirantes, portadores de necessidades especiais e idosos. “Os trabalhos da Biblioteca também foram iniciados. Vamos trocar todo o revestimento, esquadrias de madeira, ferro e alumínio. O projeto é total, com restauração da fachada, telhado, novos conjuntos sanitários. E por fim, um elevador. Com os trabalhos iniciados este mês, a previsão para a conclusão estabelecida em contrato foi de oito meses. Porém, vamos trabalhar para concluir antes do prazo estipulado”, garantiu Siloel Lima.

Penedo com nove projetos aprovados para obras de restauração, requalificação e construção, foi contemplada com R$ 20, 89 milhões (vinte milhões e oitocentos e noventa mil reais). Destes, dois foram iniciados, outros estão com edital publicado para habilitação de empresas. Entre eles, a obra de requalificação do comércio de Penedo.

O grande projeto chamado ‘Largo de São Gonçalo’, contempla do Hotel São Francisco, passando pela Avenida Floriano Peixoto, Travessa Joaquim Nabuco, até a Travessa Batista Acioly. A localidade do Centro vai receber calçadão, estacionamento e embutimento subterrâneo de cabos elétricos.

Fiscalização

Todas as ações do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC das Cidades Históricas), em Penedo, estão sendo licitadas e, ainda, executadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). A Prefeitura de Penedo participa com a parceria na fiscalização.

Todos os projetos de Penedo aprovados pela banca em Brasília, foram desenvolvidos pelo Escritório de Projetos do munício, que tem à frente, a arquiteta Marcela Ressurreição, com o apoio do coordenador das obras do PAC, o engenheiro civil e vice-prefeito de Penedo, Ronaldo Lopes, com o apoio da Secretária de Infraestrutura, com o secretário e também engenheiro civil, Valmir Lessa.

Centro de Convenções do Interior

A histórica cidade também teve a aprovação de um importante projeto que vai beneficiar toda a região. O Ministério do Turismo aprovou a recuperação e transformação do antigo Cine São Francisco no primeiro Centro de Convenções do interior de Alagoas. Para o projeto, o Mtur vai investir R$ 4.947.830,25 do Orçamento Geral da União (OGU), por meio de ação do deputado federal Renan Filho e do senador da República Renan Calheiros. A prefeitura vai gerir o local por meio de um comodato com os proprietários do hotel.

O PAC

No total, serão 425 obras. Sendo, 115 em imóveis que abrigam equipamentos culturais. Tais como, teatros, cinemas, bibliotecas e 39 museus cujos edifícios também serão recuperados. No litoral brasileiro, nove fortificações também receberam recursos. Entre elas: São Marcelo, em Salvador (BA), Reis Magos, em Natal (RN), e Nossa Senhora dos Remédios, em Fernando de Noronha (PE). O projeto contempla 11 edificações integrantes de campi de universidades públicas.

O Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas, hoje sob a responsabilidade do IPHAN, também dará ênfase a 24 obras que possibilitarão novos usos a estações e conjuntos ferroviários. A proposta do programa é buscar a recuperação e a revitalização das cidades, a restauração de monumentos protegidos, o desenvolvimento econômico e social e dar suporte às cadeias produtivas locais, com a promoção do patrimônio cultural.

Projetos Aprovados para Penedo 

1 – Requalificação urbana do Largo de São Gonçalo;
2 – Teatro Sete de Setembro;
3 – Marina Pública;
4 – Cine Penedo;
5 – Montepio dos Artistas;
6 – Círculo Operário; Iniciada
7 – Biblioteca de Penedo; Iniciada
8 – Chalet dos Loureiros;
9 – Cais da Marina de Penedo;

Total: R$ 20.890.000,00.

Fonte: Assessoria