Nova estrutura flutuante começa a operar nesta sexta-feira (20) e elimina risco de desabastecimento nos 768 lotes do perímetro de irrigação Boacica

Os 609 agricultores familiares do projeto público de irrigação Boacica, implantado e gerido pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) no município de Igreja Nova (AL), iniciam o ano de 2017 com uma boa notícia. A água que viabiliza seus plantios fica assegurada com a entrada em operação do primeiro módulo flutuante da nova estrutura da estação de bombeamento, um investimento federal de R$ 10 milhões executado pela Codevasf.
A nova estrutura implantada pela Codevasf foi inaugurada nesta sexta-feira (20) e possui seis conjuntos de motobombas, cada uma com o dobro da vazão das antigas, porém com potência instalada reduzida à metade. A estrutura é formada por dois módulos flutuantes, cada um equipado com três conjuntos de motobombas de vazão total de 9 m³ por segundo.
“O funcionamento do sistema significa a segurança de que eles vão poder plantar e colher seu arroz. Os flutuantes são um pleito antigo dos irrigantes do Boacica. Agora nós entregamos o primeiro módulo – e, dentro de 60 dias, no máximo, concluímos toda a obra. Isso tem uma importância socioeconômica muito grande para o município de Igreja Nova e região”, destacou o diretor de Gestão dos Empreendimentos de Irrigação da Codevasf, Napoleão Casado, que nesta sexta-feira participou da inauguração do sistema em Igreja Nova.
A Codevasf coloca inicialmente em operação o primeiro módulo flutuante. O segundo módulo, composto por mais três conjuntos motobombas, deve entrar em funcionamento até o final do primeiro semestre deste ano. Também está sendo implantado um novo centro de controle de motores que possui seis novos painéis, um para cada conjunto motobomba.
“Essa é a verdadeira segurança que os produtores desses mais de três mil hectares de terra da nossa parte irrigada precisavam para fazer realmente as suas produções, na questão da piscicultura, do peixe, na questão do coco, na questão do camarão, do arroz e também de outras culturas que nós temos”, ressaltou o superintendente da Codevasf em Alagoas, Antônio Nélson de Oliveira.
Além do diretor Napoleão Casado e do superintendente Antônio Nélson de Oliveira, participaram da solenidade de entrega do primeiro módulo flutuante da nova estrutura da Estação de Bombeamento Ceci Cunha o senador Benedito de Lira e o deputado federal Arthur Lira, entre outras autoridades.
Mais eficiência
Segundo o engenheiro agrônomo Antônio Canário,  chefe da Unidade Regional de Gestão de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf em Alagoas, a nova estrutura da estação de bombeamento Ceci Cunha trará uma melhor eficiência ao sistema de irrigação do Boacica em meio à crise hídrica e redução da vazão do rio São Francisco, de onde é bombeada a água que irriga os lotes do projeto.
“Isso porque a nova estrutura de captação de água para irrigação flutua no Velho Chico, acompanhando o nível da água”, explica o engenheiro agrônomo. “Assim, como esses módulos flutuam na água, se o nível do rio baixar, o módulo baixa também para captação de água”, observa.
Ele destaca ainda que o investimento do governo federal por meio da Codevasf, além de eliminar o risco de falta de água para os irrigantes, deve melhorar a qualidade da água utilizada para irrigação dos lotes do projeto. “A água do rio São Francisco é de melhor qualidade que a do rio Boacica”, aponta Canário.
Outro aspecto destacado por ele é que a nova estrutura da estação de bombeamento Ceci Cunha dará mais segurança nas operações do projeto de irrigação. “Como teremos equipamentos novos, os riscos de descontinuidade na operação de irrigação são bem menores, já que o equipamento funcionará com maior eficiência e qualidade”, nota.
O coordenador do Conselho de Administração do Distrito de Irrigação do Perímetro do Boacica, Roberto Moura, ressalta que a inauguração da nova estrutura renova esperanças. “O agricultor se dedica para produzir alimentos que chegam nas nossas mesas, garante emprego na roça de outras pessoas que dependem dele. É com o trabalho dos nossos irrigantes que alcançamos uma receita anual bruta de cerca de R$ 16 milhões, fruto de culturas como arroz e cana de açúcar. Então, com essa ação vamos ter água de qualidade para irrigar nossas lavouras”, disse Roberto Moura, coordenador do Conselho de Administração do Distrito de Irrigação do Perímetro do Boacica.

Perfil do projeto
Implantado pela Codevasf entre os anos de 1981 e 1984 numa área de várzea do rio Boacica e às margens do rio São Francisco no município alagoano de Igreja Nova, o projeto público de irrigação Boacica gera trabalho e renda para cerca de 7 mil pessoas que dependem direta e indiretamente das terras irrigadas.
São 768 lotes distribuídos em 3,1 mil hectares. A rizicultura é a principal atividade: está presente em 402 lotes e responde por uma área de 1.442 hectares. A segunda maior atividade agrícola desenvolvida no projeto é o cultivo de cana-de-açúcar, presente em 275 lotes em uma área de 997 hectares.
Já a piscicultura está presente em 22 lotes que totalizam 85 hectares. A fruticultura é desenvolvida em oito lotes e área de 25 hectares, e a pastagem está presente em 61 lotes que somam 230 hectares.
Segundo dados da Gerência Regional de Empreendimentos de Irrigação da Codevasf em Alagoas, o projeto Boacica alcança, em média, valor bruto de produção em torno de R$ 11,4 milhões e o escoamento se dá, em sua maior parte, para a região do Baixo São Francisco alagoano.
A cana de açúcar é comercializada, quase que em sua totalidade, para a Usina Marituba, instalada em Igreja Nova. Já o arroz é vendido sobretudo para a Agroindustrial Santana Ltda, também em Igreja Nova. Os peixes e frutas, produzidos em menor quantidade, são comercializados para compradores locais de municípios vizinhos.

Agenda
Antes da solenidade desta sexta-feira, uma comitiva liderada pelo diretor da Codevasf Napoleão Casado, e pelo superintendente da Companhia em Alagoas, Antônio Nélson de Oliveira, visitou um lote modelo de produção de camarão, do agricultor chinês Lian Fan, situado no perímetro Boacica. O produtor que cultiva arroz, peixes e frutas; é o único a cultivar camarão no projeto irrigado.
“Esse projeto vai beneficiar toda a região. Para mim, vai aumentar em até 100% a produção. Tudo vai melhorar. Não só pra mim, mas pra quem trabalha com arroz, cana”, destacou o agricultor chinês.
Também participaram do evento de inauguração a prefeita de Igreja Nova, Vera Dantas, o prefeito de Porto Real do Colégio, Aldo Enio Borges, membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal do Distrito de Irrigação do Boacica – DIB (organização que representa os agricultores familiares do perímetro irrigado), irrigantes do Boacica, técnicos da Codevasf e vereadores de Penedo e de municípios da região.

Sem avaliações

Avalie essa notícia