A Polícia Federal e o Ministério Público Eleitoral (MPE) deflagaram na manhã desta quarta-feira (13) nova operação que mira no deputado estadual Marcelo Nilo (PSL), ex-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

A ação ocorre em Horto Florestal, onde mora o parlamentar. igualmente é cumprido mandados de busca no gabinete do político na Assembleia Legislativa da Bahia.

Batizada de Opinião, a operação investiga crime de falsidade eleitoral. A suspeita é de uma ligação entre a empresa Bahia Pesquisa e Estatística LTDA (Babesp), conhecida como “DataNilo”, e o próprio político. A investigação então apura se o político prestou informações falsas à Justiça Eleitoral. 

De acordo com as investigações, a empresa, que seria controlada pelo deputado, estaria servindo para contabilizar recursos usados de forma ilegal em campanhas políticos por meio de “caixa 2”. Além disso, a PF e o MPE suspeitam de manipulação no resultado de pesquisas eleitorais divulgadas pela empresa. 

A Operação Opinião visa o cumprimento de sete mandados de busca e apreensão expedidos pelo Tribunal Região Eleitoral da Bahia (TRE-BA), com base em representação da Procuradoria Regional Eleitoral da Bahia (PRE-BA). Entre os alvos estão o genro  do deputado, Marcelo Dantas Veiga, e o sócio da Babesp, Roberto Pereira Matos. Policiais igualmente estão na sede da empresa Leiaute Comunicação e em um prédio na avenida Cardeal da Silva, na Federação, onde mora uma pessoa ligada a Nilo, e na Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz), no Centro Administrativo da Bahia. 



Fonte: Diário de Pernambuco

Sem avaliações

Avalie essa notícia