Uma obra inacabada de uma escola de educação infantil no bairro Arnon de Melo em Arapiraca é o retrato do descaso administrativo deixado pela ex-prefeita Célia Rocha (PSL) e continuada há oito meses na gestão do educaror Rogério Teófilo (PSDB). No local da obra inacabada, não existe mais a plica da obra com informações sobre o período de construção, valor e origem dos recursos.

A obra inacabada é o retrato do descaso e do desperdicio do dinheiro público, prejudicando a população da perferia que continua sem a ação de pol´~iticas públicas do governo municipal. Pais e mães residentes naquela comunidade são os mais prejudicados pelo descaso da administração.

Todos os dias, é comum nos depararmos com crianças de diversas idades atravessando a moovimentada rodovia AL 220 em direção à escola no bairro vizinho. O risco de atropelamento é constante, uma vez que se trata de um trecho perigoso no qual já ocorreram diversos acidentes. Ir à escola tem sido uma operação de risco para as crianças do bairro Arnon de Mello.

Nde acordo com o professor Daniel Alves no dia 10 de fevereiro deste ano, uma comissão formada por vereadores arapiraquenses visitou o local da obra abandonada e inacabada. Tiraram fotos e fizeram anotações e, no dia 07 de Março, foi aprovada em sessão da Câmara Muniicpal de Arapiraca uma indicação solicitando às secretarias municipais de Educação e Esporte Desenvolvimento Urbano e Obras o reinicio da construção da unidade de educação infantil.

Decorridos mais de oito meses desde a visita do vereadores as obras inacabadas e nada foi feito e a obra continua no completo abandono. Vitimadas pelo descaso com a educação e pela negação de seus direitos básicos, uma grande quantidade de crianças, todos os dias, arrisca suas vidas ao atravessarem a rodovia, uma das mais perigosas das que cortam Arapiraca, para conseguirem estudar., lamentou o professor Daniel Alves

A população do bairro Senador Arnon de Melo segue esperando que a administração municipal cumpra com sua responsabilidade, assuma seu papel de gestora do dinheiro público e  conclua construção da unidade de ensino infantil na comunidade que continua no agurd das ações do poder público municipal na atual gestão.

 

 



Fonte: Cadaminuto