Os avanços nas obras de construção dos Hospitais da Mulher e Metropolitano foram bem avaliados pelo secretário de Estado da Infraestrutura, Humberto Carvalho, durante vistoria na quarta-feira (11). Acompanhado do gestor da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Christian Teixeira, ele inspecionou as duas unidades, que têm previsão de entrega para o próximo ano.

A primeira parada foi no bairro do Poço, na Avenida Comendador Leão, dentro da imensidão horizontal do primeiro hospital público dedicado exclusivamente às mulheres.

de acordo com o relatório técnico emitido pela Seinfra, órgão responsável pela fiscalização da obra, as frentes de trabalho progrediram com as instalações elétricas, hidrossanitárias e de gases medicinais, climatização, revestimento externo e vedações em alvenaria.

“Já foi concluída 30% da obra, com toda a parte de fixação das estruturas de concreto prontas e pavimentos em fase de acabamento. Nesse ritmo acelerado, distanciamos o risco de entraves, o que contribui para a conclusão em tempo hábil. São R$ 24 milhões, oriundos de emendas parlamentares da bancada federal e do Fecoep [Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza] investidos na saúde das alagoanas”, declarou o titular da Seinfra.

 

Vistoria de obra foi bem avaliada (Foto: Thiago Henrique/Agência Alagoas)

 

Do outro lado da cidade, distante 15 km do Centro, igualmente avançam as obras do Hospital Metropolitano, em plena Avenida Menino Marcelo, no bairro Cidade Universitária. Esta semana foi erguida a primeira laje do Bloco A e, a partir de novembro, os trabalhos passarão a ser executados em três turnos, de 7h às 22h.

“Estamos muito satisfeitos igualmente com o andamento das obras do Hospital Metropolitano, que já é tido como o maior investimento em saúde pública realizado no Estado de Alagoas. As dificuldades enfrentadas durante o período chuvoso foram sanadas pelos operários, que se esforçaram e concluíram a terraplanagem, fundação e concretagem dos pilares. Nossa expectativa é que esse equipamento esteja disponível dentro do prazo estimado”, avaliou o secretário Humberto Carvalho.

Quando concluso, o Hospital Metropolitano ocupará um terreno de mais de 57 mil m² e beneficiará, principalmente, a capital alagoana, em especial os bairros da parte alta e municípios das regiões Norte e Zona da Mata. O investimento ultrapassa a marca de R$ 64 milhões, verbas igualmente oriundas do Fecoep e emendas parlamentares.

“Juntos, ofertaremos às alagoanas, assistência obstétrica ao parto cirúrgico e parto normal, atendimentos ambulatoriais, serviços especializados aos portadores de HIV e sífilis, exames no Centro de Diagnóstico por Imagem, terapia de gestante e recém-nascido com necessidades especiais, leitos destinados à internação clínica, alojamentos conjuntos, Unidades de Terapia Intensiva, Unidades de Cuidados Intermediários, entre outros serviços. Tudo isso representa o tamanho da mudança na saúde pública de Alagoas”, ressaltou o titular da Sesau, Christian Teixeira.



Fonte: Cadaminuto

Comentários