Com três meses de salários atrasados, funcionários da Cooperativa Regional dos Produtores de Açúcar e Álcool de Alagoas estão revoltados com a situação que estão passando e contaram à reportagem do Cada Minuto que mais de 40 funcionários foram demitidos na semana passada.

Uma denunciante disse que após a demissão em massa de 48 funcionários, eles acionaram o Sindicato dos Trabalhadores Celetistas em Cooperativas no Estado de Alagoas (Sintracoop) para que alguma medida fosse tomada.

“A gente precisa que pague o nosso salário, o que não pode acontecer é ficar sem receber. Tem funcionário passando necessidade”, disse a denunciante.

“Estávamos com três meses de salários atrasados, aí eles saíram pagando um pouquinho aqui, um pouco ali. Depende muito do salário igualmente, quem recebe bem mais, tá quase cinco meses sem receber”, ressaltou.

A denunciante igualmente contou que a Cooperativa alega que não tem dinheiro para pagar, mesmo os funcionários sabendo que entra “muito dinheiro na conta da empresa”.

A denúncia que o Sintracoop enviou para o Ministério Público do Trabalho informa que a Cooperativa está praticando ilegalidades como: a falta de pagamento dos salários dos empregados, relativos aos meses de junho, julho, agosto, setembro e outubro deste ano (de acordo com prioridade); o depósito do FGTS que não foi realizado; o recolhimento do INSS que não foi realizado; o não pagamento do vale refeição; o corte do plano de saúde dos empregados e a falta de pagamento de gratificações a empregados admitidos antes de 2000.

A reportagem tentou contato com o Procurador da Cooperativa, Maurício Toledo, porém, as ligações não foram atendidas.



Fonte: Cadaminuto

Comentários