Darcy (Thiago Lacerda) e Elisabeta (Nathalia Dill) de Orgulho e Paixao
Darcy (Thiago Lacerda) e Elisabeta (Nathalia Dill) de Orgulho e Paixão (Divulgação/TV Globo)

Começou na última terça-feira (20) mais uma novela das 18h, na Globo. Com texto de Marcos Bernstein, Orgulho e Paixão é livremente inspirada em diversas obras da escritora inglesa Jane Austen (1775-1818), principalmente no clássico Orgulho e Preconceito. A trama, logo, foi adaptada para a realidade brasileira do início do século XX.

DOCE COMPANHIA, Lucy Alves

A novela é protagonizada por Nathalia Dill, que faz a Elisabeta, e Thiago Lacerda, o Darcy. Ambos se conhecem e já se desentendem, mas, logo, encontrarão características em comum. A protagonista é uma mulher à frente do tempo dela. Pensa em viajar o mundo e alcançar uma posição que somente os homens da época conseguiam. A mocinha pode ser apontada como uma feminista do início do século passado.

UMA PROPOSTA, Octavio Cardozzo

Ele, por sua vez, é um homem rico e viajado, com vivência na Europa, em Paris, capital da França. Onde o ideal libertário tem muito mais presença no dia a dia dos cidadãos. logo, Elisabeta lhe causará surpresa por não ser a típica garota do interior disposta ao casamento.

Veja igualmente: Relembre os sucessos da trilha sonora da novela Explode Coração

Por falar em casamento, Ofélia, interpretada pela atriz Vera Holtz, pretende arranjar casamento para suas cinco filhas, inclusive, Elisabeta. A preferência é para homens de posses. A personagem representa, com humor, o pensamento tradicionalista, que via no casamento o mais seguro caminho para a felicidade. Saiba tudo o que acontece em Orgulho e Paixão, aqui.

Veja igualmente: Cinco motivos para assistir à novela Orgulho e Paixão

TE AMO TANTO, Paolo e Cláudia Leite

A história só está começando. Porém, sobre a trilha sonora, um fato curioso chama a atenção. Ela será atual, com músicas tocadas nas rádios brasileiras. Algumas canções estão, inclusive, na voz de cantores que fazem sucesso com a geração atual.

MAIS BONITO NÃO HÁ, Tiago Iorc e Milton Nascimento

Diferentemente de Tempo de Amar, que tinha uma atmosfera mais pesada, dramática, Orgulho e Paixão seguirá um caminho mais leve, com muito humor a alto astral. E isso poderá ser visto na trilha musical nacional, que teve parte já revelada. Confira nos vídeos ao longo do texto.

LEMBRA, Luiza Possi

NÔMADE, Renato Godá

NOITES COM SOL, Flávio Venturini

 

 



Fonte: Observatório da TV