“Acho que é demais dizer que foi falta”


“Too much” é uma expressão em inglês usada quando alguém quer minimizar alguma coisa que está ganhando uma grande proporção. Foi com essa expressão que Xherdan Shaqiri, nome mais badalado da seleção suíça, definiu a reclamação de falta no lance do gol da equipe contra o Brasil, no empate por 1 a 1 na estreia na Copa do Mundo da Rússia.

“Eu acho que é demais (too much) dizer que foi falta. Durante todo o jogo acontecem pequenos toques, isso é o futebol. Quando você empurra, é falta, mas não acho que ele empurrou o jogador, foi uma disputa normal em um escanteio. Não acho que foi falta.”

Shaqiri participou do lance mais comentado do jogo. Foi dele a cobrança de escanteio na cabeça de Steven Zuber, que disputou com Miranda e fez o gol de empate suíço. “É sempre bom impactar. É um grande campeonato, sempre tento ajudar a vencer os jogos e, claro, fiquei feliz em ajudar o meu time com essa assistência.”

Sobre o empate, Shaqiri admite que o resultado foi melhor para a Suíça do que para o Brasil. “Foi um bom jogo. Eles têm um bom time e jogaram um bom futebol. No fim, talvez não tenha sido um bom resultado para eles, mas para a gente foi um resultado muito positivo”, disse. “Jogamos muito bem defensivamente e conseguimos criar no ataque. Merecemos marcar o gol.”

A Suíça volta a campo na sexta-feira, quando enfrenta a Sérvia em Kaliningrado, às 15h (de Brasília). Antes, às 9h, o Brasil pega a Costa Rica, em St. Petersburg, ambos com acompanhamento ao vivo do Tempo Real, ESPN Brasil, WatchESPN, Facebook Mundo ESPN e ESPN.com.br. Uma vitória suíça embola o grupo E, que tem os sérvios em primeiro.

“Nosso objetivo é fazer o melhor na próxima rodada. Temos qualidade para ganhar jogos e contra outros times será também difícil. Mas vamos tentar vencer esses próximos jogos”, completou Shaqiri.

Fonte: ESPN

Comentários