Mahmoud diz que já pensou em se matar ao crescer “num país homofóbico como o Líbano”


Diferente do que muita gente pensava, o ex-BBB Mahmoud pouco usou suas redes sociais durante a Parada LGBT que aconteceu neste domingo (3), em São Paulo.

Em um raro registro no Instagram, ele explicou o motivo e contou que já pensou em se matar várias vezes no Líbano, onde cresceu. “Habibis, desculpa não ter feito muitos stories na Parada de São Paulo hoje. Esse é um momento muito especial para mim, pois não foi fácil ir pra escola e crescer num país homofóbico como o Líbano, sentir vontade de se matar várias vezes durante a adolescência, mas depois de tudo isso sair do armário, se assumir para o mundo todo e ainda se tornar sexólogo para tentar transformar a sociedade em um lugar mais justo a todos”, disse.

“Curti todos os momentos ao máximo sem esquecer o principal objetivo da parada LGBT: estimular o respeito à diversidade sexual e de gênero e conquistar um mundo melhor para todos aqueles que fazem parte do espectro LGBTIQA+ Viva a diversidade!!! #maisamorporfavor #paradagay #orgulho #sempreconceito”, completou.

A Parada LGBT contou com diversas atrações, como Pabllo Vittar e Anitta, que disse que “nunca se divertiu tanto” na sua vida. Outros famosos também marcaram presença no evento que reuniu cerca de três milhões de pessoas na Avenida Paulista, como Fernanda Lima, Gaby Amarantos, Preta Gil e os ex-BBBs Ana Clara, Gleici e Wagner.


Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!





Fonte: Na Telinha / UOL