‘Mostraremos isso contra a Suécia’


Manuel Neuer negou que exista uma divisão na concentração da Alemanha entre os campeões da Copa do Mundo 2014 e os vencedores da Copa das Confederações de 2017. Foram publicadas na imprensa alemã informações que a delegação estivesse rachada entre os dois grupos, mas o capitão do time falou que este não é o caso.

“Não há divisão. Somos um time”, declarou Neuer em entrevista coletiva em Moscou.

Oito dos nove campeões do mundo do elenco começaram em campo na derrota para o México por 1 a 0 no domingo, enquanto que os outros três titulares – Marvin Plattenhardt, Timo Werner e Joshua Kimmich – estiveram entre os 13 que faturaram a taça da competição do ano passado. Julian Draxler e Matthias Ginter estiveram em ambos os torneios, enquanto que Marco Reus perdeu os dois por conta de lesões.

O goleiro chegou 50 minutos atrasado para a entrevista coletiva e disse aos jornalistas que estava vindo de um encontro com o time, mas que não daria qualquer detalhe do que foi discutido.

No entanto, ele admitiu que depois da derrota para o México, muitas questões foram abordadas dentro da equipe.

“Somos nossos maiores críticos”, afirmou. “Ficamos bravos com nós mesmos depois da derrota para o México. Estávamos desapontados. É importante que nós falemos coisas cara a cara. eu acredito que a comunicação nunca foi tão forte do que depois da partida contra o México”.

Antes do duelo com os mexicanos, os alemães tinham vencido apenas um de seus últimos seis confrontos – 2 a 1 em amistoso contra a Arábia Saudita -, mas Neuer acredita que a Mannschaft continha capaz de ser bem-sucedida.

“Tivemos falta de coragem, identidade e confiança contra o México”, declarou o arqueiro. “Eu não posso dizer o porquê. A linguagem corporal não estava em campo, e isso não pode acontecer de novo”.

O capitão ainda pediu que os veteranos respondam questões-chave. “Estou pronto para encarar 100% este torneio? Estou pronto para dar tudo de mim pelo time?”

Neuer também acredita que o técnico Joachim Löw não tem que fazer mudanças na escalação para a partida contra a Suécia, no domingo.

“Você não tem que mudar jogadores”, disse. “Não mostramos do que somos capazes. Estou convencido que mostraremos uma cara diferente. Devemos mostrar o que nós fez fortes. Estou convencido de que podemos fazer isso. Acreditamos e sabemos que podemos fazer isso. Mostraremos isso contra a Suécia. Mas fazer isso de fato acontecer é mais desafiador do que apenas falar”.

Fonte: ESPN

Comentários