Philippe Coutinho admite Brasil ‘torto’ contra Suíça e prevê Costa Rica ‘batendo também’


O meia Philippe Coutinho admitiu nesta terça-feira, em Sochi, que o Brasil atuou muito “torto” na estreia da Copa do Mundo contra a Suíça. Para ele, as jogadas ficaram concentradas do lado esquerdo do ataque e deveriam haver mais inversões.

“O primeiro jogo envolve muitas coisas: estreia em Copa, muito difícil, todos ansiosos por esse momento. Não jogamos como vínhamos jogando durante as eliminatórias, mas críamos bastante, poderíamos ter finalizado melhor. Conversamos sobre isso, ter trabalhado mais a bola dos dois lados. A gente tem que continuar com a cabeça boa, mentalmente forte. Jogar com alegria na sexta-feira, como a gente sempre fez”, disse.

“Falamos no vestiário, poderíamos ter virado mais o jogo, às vezes pegamos a bola e já queremos definir, tem que girar mais a bola”, continuou.

Questionado sobre quem tem essa responsabilidade de fazer a virada de jogo, o meia do Barcelona afirmou: “Essa função é minha, do Casemiro, do Paulinho, é nossa de quem vem mais de trás. Faltou girar mais, usar o lado direito, faltou esse equilíbrio”.

Para a partida de sexta contra a Costa Rica em São Petersburgo, Coutinho prevê bastante pegada também por parte dos centro-americanos, assim como foi contra a Suíça.

Estrela da seleção, Neymar não participou do treinamento desta terça ainda com dores no tornozelo direito “castigado” em Rostov.

“Com certeza vão bater também. estamos falando de Copa do Mundo, temos jogadores rápidos à frente, o árbitro vai estar ligado nesse jogo. Posse de bola, é importante mantê-la, sair nos momentos certos, girar um pouco mais a bola, lado direito, lado esquerdo, e encaixar no momento certo”, declarou.

Fonte: ESPN

Comentários