Roberta Rodrigues fala sobre ciúme de personagem: “Não é algo normal”


Interpretando a possessiva e ciumenta Doralice em “Segundo Sol“, Roberta Rodrigues sabe exatamente o que aflige sua personagem na novela de João Emanuel Carneiro.

Para a atriz, uma palavra define: “É doença. Não é algo normal. E o pior é que a maior vítima é ela mesma. Não relaxa um segundo. Não sei onde ela vai parar”.

Sentindo a repercussão da trama, ela conta ao jornal Extra que muitas mulheres falam que são iguais à personagem. “O que acho uma pena, porque não há relação saudável dentro dessa loucura”, pontua.

Roberta diz que conviveu bastante com uma pessoa como ela. “No início, achavam engraçado, só que com o tempo a coisa foi ficando série, o ciúme ficou descontrolado. O pior são as pessoas em volta continuarem achando normal. Mulher não pode bater em homem e vice-versa”, analisa.

“Acho importante a novela mostrar um outro lado, porque tem cara que apanha de mulher também”, pondera, que sempre pede desculpa à Armando Babaioff após as gravações.


Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!





Fonte: Na Telinha / UOL