“Tomava vodka logo de manhã”


Ator renomado e requisitado em Holywood, Johnny Depp abriu o jogo sobre períodos em que esteve numa fase não muito boa na vida.

Depp falou numa entrevista à Rolling Stone, nos Estados Unidos, sobre sua depressão e luta contra as drogas, além de perdas pessoais e profissionais. No fundo do poço, relatou que chegou até a pensar em se matar.

“Estava tão pra baixo. Era como se acreditasse que eu tinha partido. Eu não podia suportar aquela dor todos os dias”, contou.

Para tentar melhorar, Depp revelou ainda que passou a escrever memórias como uma batalha judicial que passou contra seus assistens ao descobrir que parte de seu patrimônio poderia se esvairir.

“Tentava entender o que tinha feito para merecer aquilo. Tentei ser gentil com todos, porque a verdade é o que mais importa para mim. E tudo isso segue acontecendo”, continuou.

A primeira refeição do dia tinha um ingrediente atípico: “Tomava vodka logo de manhã e começava a escrever até que as lágrimas enchessem meus olhos e não pudesse mais ver nada”.

O baque foi tão forte, que nos picos, passou a usar ponto eletrônico, já que não conseguia mais decorar suas falas nos filmes.


Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!





Fonte: Na Telinha / UOL