“É a irmã que eu não tive”


Com mais de 15 anos de carreira na televisão, Juliana Silveira se dedicará também à internet a partir de agosto. Ela lançará um aplicativo digital para disponibilizar conteúdo exclusivo para os fãs.

Juliana Silveira diz ao jornal O Globo que nunca tinha pensado nisso, apenas em redes sociais ou YouTube, mas depois entendeu que seria legal ter um espaço para explorar diferentes formatos.

Na plataforma, ela msotrará os bastidores da profissão, tratando de diversos temas, como maternidade e estética. “Quero mostrar um pouco da vida real. Acho que isso é bom para desmitificar a imagem de perfeição, ainda mais numa época com tanto filtro”, conta.

A atriz decidiu não renovar seu contrato com a Record TV: “A parte mais difícil foi tomar a decisão. Fui para um retiro de meditação e fiquei três dias lá. Recebi um convite para continuar na emissora e nunca tinha recusado trabalho antes, mas estava com a sensação de que aquele ciclo já tinha terminado”.

Amiga de Angélica, que conheceu em 1993 na “Casa da Angélica”, ela fala de sua amizade com a loira: “Costumo dizer que ela é a irmã que eu não tive. Fazer amizade verdadeira é tão difícil que, quando acontece comigo, acaba virando família. Durante todo esse tempo em que fiquei na Record, nunca deixei de frequentar nenhum evento com ela nem permiti que nenhuma questão externa abalasse nossa relação”.


Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!





Fonte: Na Telinha / UOL