Galvão Bueno sobre narrar a Copa de 2022: “O tempo vai decidir”


Depois da precoce eliminação da seleção brasileira nas quartas-de-final da Copa do Mundo 2018 contra a Bélgica, Galvão Bueno não sabe se aquela foi a última partida do Brasil narrada por ele no torneio.

Após a decisão entre França e Croácia, o locutor desabafou e disse que aquela “provavelmente” seria sua última final de Copa.

Já nesta semana, em uma entrevista concedida ao canal de seu filho no YouTube, Lucas Bueno, ele retomou o assunto. “As pessoas não entendem direito o que eu falo”, contou.

Galvão lembrou que estará no próximo dia 8 de agosto no duelo entre Flamengo e Cruzeiro pelas oitavas-de-final da Taça Libertadores da América.

“Faço narrações em Copa desde 74, são 44 anos. Pode ser que essa de França e Croácia tenha sido minha última narração de final de Copa. Não sei. Provavelmente seja”, reforçou.

Em 2019, o narrador confirmou que estará na Copa América e na Olimpíada de Tóquio, daqui dois anos. “Mas, de qualquer forma, quero estar no Qatar. 2022 tem que pensar com calma”, ponderou.

Para ele, é uma coisa que será resolvida com o passar do tempo. “Nem Arnaldo se aposentou nem eu disse que não vou fazer mais Copa do Mundo. Isso é uma coisa que o tempo vai decidir”, adiantou.


Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!





Fonte: Na Telinha / UOL