“sua suposta dependência química não interessa”


Crítico ferrenho da Globo, Paulo Henrique Amorim detonou o comentarista Walter Casagrande Jr., que na final da Copa do Mundo, entre França e Croácia, neste domingo (15), desabafou e festejou pelo fato de ter conseguido passar todo o Mundial sóbrio, sem o uso de álcool e drogas.

“Foi a Copa mais importante da minha vida. Porque eu tive uma proposta quando eu saí do Brasil, que era sair para uma Copa do Mundo pela primeira vez sóbrio, permanecer sóbrio e voltar pra minha casa sóbrio. Então, estou muito feliz”, disse, emocionado, levando Galvão Bueno a também se comover.

Em seu blog, Paulo Henrique Amorim criticou a atitude.

“Enquanto a imagem da FIFA mostrava o Mbappé, o comentarista Casa Grande informou que naquela Copa não tinha cedido a uma suposta dependência química. Ele e Galvinho se emocionaram com a inesperada e cortante confissão pública. Galvinho, como se se sabe, tem a batata por assar”, escreveu.

“Lamento muito, Casa Grande, mas sua suposta dependência química não interessa! A ninguém. O que interessa é bola na rede! Se você foi ou é dependente é um problema entre você e seu psiquiatra. O Brasil não é o seu psiquiatra. Como não era o seu fornecedor de droga”, detonou.

E atacou também a Globo: “Da forma como a Globo controla e explora o Brasil, o espectador não passa de um avião. O agente que transporta a Globo para sua suíte exclusiva, paga com propina. Dependente químico é o que assiste à Globo!”.

O post do jornalista foi achincalado pelos internautas. Confira alguns comentários:


Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!





Fonte: Na Telinha / UOL