Denúncia diz que José Ailton da Silva estava sob efeito de entorpecentes ao iniciar uma discussão e dar golpes de foice na mãe 

A 5ª Vara Criminal de leva a júri popular, na próxima terça-feira (21), o réu José Ailton da Silva Santos, pela tentativa de homicídio qualificado contra a mãe, Maria Cícera da Silva. O julgamento será conduzido pelo juiz Alfredo dos Santos Mesquita, no auditório do Tribunal do Júri do Fórum de , às 9h.

O crime teria ocorrido no dia 3 de setembro de 2017 no Sítio Carrasco, em Arapiraca, quando José Ailton desferiu um golpe de foice contra sua mãe ao chegar em casa sob efeito de entorpecentes. Maria Cícera foi atingida na mão ao tentar se defender.

O irmão do acusado, testemunha do fato, afirmou que o réu discutiu com sua mãe sobre a retirada do feijão em uma plantação localizada no sítio. José Ailton ameaçou a mãe e se armou com a foice, iniciando uma briga envolvendo os familiares. A vítima se defendeu com outra foice.

Na denúncia do Ministério Público consta que o irmão de José Ailton informa que o réu já foi preso por latrocínio, tentativa de homicídio, tem problemas com o uso de drogas ilícitas e utilizava tornozeleira eletrônica.

Matéria referente ao processo nº 0705273-15-2017.8.02.0058

Thaynara Monteiro – Dicom TJAL