Collor de Melo pode ser tri

A noticia que movimentou nos últimos dias os bastidores da política alagoana foi a apresentação do nome do ex presidente e atual senador Fernando Collor para disputar a eleição de governador do estado contra Renan Filho (MDB).

A alguns dias atrás nesse mesmo blog, escrevi sobre uma jornada tranquila de Renan Filho rumo ao segundo mandato como governador do estado. Na época, a oposição se mexia, mas não encontrava um nome que pudesse confrontar com Renan; alguns nomes foram citados, como Rui Palmeira, Eduardo Canuto, dentre outros, mas nada que pudesse arranhar a tranquila caminhada do ex prefeito de Murici e ex deputado federal.

Pois bem, de repente surge o nome de Collor de Melo para a disputa. O homem em seu pronunciamento durante a conferência do seu partido (PTC), afirmou que, em eleição, ninguém vence de véspera, nem tão pouco por W x O, nisso ele está coberto de razão, no entanto o candidato esquece de suas atuações – e do eleitorado – quando resolveu disputar o cargo majoritário do estado; em 2002 foi derrotado por Ronaldo Lessa, já em 2010 ficou muito aquém de suas pretensões, e perdeu a disputa para Teotônio Vilela, mas frisando que ficou em terceiro atrás de Lessa.

Como podemos ver, a performance do “caçador de marajás” não é das melhores, quando o assunto é disputa ao governo.

Vamos aguardar o desenrolar dos fatos (eleição) ver o que acontece, se Collor logra êxito, ou será tri perdedor.

O tempo dirá!