Homenagens a Francisco Sales marcam entrega do Chalé dos Loureiros

O trabalho de resgate e preservação da memória nacional por Dr. Francisco Alberto Sales, fundador da Casa do Penedo, foi destaque durante a entrega do Chalé dos Loureiros, especialmente no discurso da presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a especialista em Historiografia Brasileira e Regional, Kátia Bogéa.

A solenidade realizada em Penedo na noite de sábado, 15 de setembro, ressaltou o amor de Sales por sua cidade natal, onde o imóvel adquirido por ele e doado à fundação cria mais um espaço cultural de relevância para Alagoas e o Brasil.

Planejado para abrigar o Museu do Rio São Francisco, a recuperação do chalé que tem mais de cem anos de construção só foi possível porque o Dr. Sales o salvou das ruínas, atuando em parceria com instituições como BNDES, Ministério da Cultura, Iphan e prefeitura de Penedo.

O exemplo do médico psiquiatra apaixonado pela cultura ribeirinha foi ressaltado por Kátia Bogéa, presidente nacional do Iphan desde 2016.

“Nós todos que estamos aqui temos que prestar uma homenagem muito grande a Francisco Sales porque, quando eu entrei no Iphan, há 38 anos, o presidente Aloísio Magalhães dizia e repetia que quem guarda o patrimônio são as pessoas, não são as instituições e o Sales é o grande guardião da memória de Penedo”, afirmou Bogéa em seu discurso.

“Se o Sales não tivesse feito o que fez será que teríamos os arquivos, os livros? O Iphan tem 81 anos e depende do Sales, essa é uma instituição de memória (referindo-se à Casa do Penedo) e se não tivermos pessoas como o Sales, vão acontecer esses incêndios, a destruição de nossa memória”, disse a presidente do Iphan, aludindo à tragédia recente que dizimou o arquivo do Museu Nacional, consumido pelas chamas no casarão que foi residência da família imperial portuguesa no Rio de Janeiro.

“A gente pede duas coisas, que vocês sejam Sales para proteger a memória de vocês e que façam tudo junto, com amor no coração. O Iphan sozinho, jamais, vai proteger o patrimônio cultural brasileiro, o Iphan precisa do Sales, o Iphan precisa de vocês”, declarou Bogéa, antes de anunciar que os recursos para o projeto de instalação do Museu do Rio São Francisco estão garantidos.

Divulgação