Presos por morte de médico e companheiro em Penedo são removidos para presídio

Presos em Penedo foram removidos da delegacia de Igreja Nova para o presídio do Agreste. Divulgação

Os quatro rapazes presos em Penedo por envolvimento na morte do médico Antônio Francisco Ribeiro (Dr. Kiko) e seu companheiro Lourinaldo Alves estão no Presídio do Agreste.

Gustavo Augusto de Farias Santos, Ednilson Pedro Gessé, Paulo Sérgio Zumba Júnior e Danilo da Silva de Jesus foram removidos da delegacia de Igreja Nova para a unidade do sistema prisional nesta quinta-feira, 06 de setembro.

De acordo com informações passadas ao site Boa Informação por fonte não-oficial, os quatro presos estão, a princípio, juntos na mesma cela de um dos módulos da unidade do sistema prisional alagoano, sendo que isolados dos demais detentos.

A captura dos quatro jovens é resultado do trabalho de investigação da equipe da delegacia regional de Penedo. Assim que o duplo homicídio cometido na noite de terça-feira, 04, foi comunicado à Polícia Civil, os trabalhos foram iniciados.

Moradores da Rua São Francisco, endereço da residência do casal homoafetivo, passaram informações que ganharam consistência por conta de filmagens feitas por câmeras de monitoramento eletrônico instaladas nas imediações da casa de nº 31, onde Kiko e Louro foram assassinados com golpes de faca.

De acordo com informações divulgadas pela delegacia regional de Penedo, um dos suspeitos foi identificado em um vídeo analisado pela equipe coordenada pelo delegado Gustavo Xavier. A partir daí, junto com outras informações, os supostos autores do crime classificado como latrocínio foram localizados.

Com base em depoimento dos presos, a motivação do grupo era roubar R$ 20 mil do casal de vida financeira estável. O médico Francisco Ribeiro atuava nas redes municipal de Penedo e de Arapiraca. Lourinaldo Alves tinha diversos imóveis para locação, um deles ocupado por Gustavo, apontado por Danilo como mentor do crime e autor do duplo homicídio, conforme declarou em entrevista ao repórter Rafael Medeiros (Penedo FM).

Danilo foi o último a se preso e se entregou na delegacia regional de Penedo na manhã de quinta-feira, 05, horas depois da captura de Gustavo, Gessé e Junior. Os três primeiros presos afirmaram em seus depoimentos que Danilo foi quem matou as vítimas sepultadas em clima de comoção da tarde de ontem em Penedo.

Danilo nega a autoria e revelou mais detalhes da trama macabra para polícia e imprensa.

Dos vinte mil reais que o grupo pretendia roubar, apenas mil e duzentos reais foram levados das vítimas, dinheiro que foi dividido entre os quatro, segundo declarações de Danilo.

Ele ainda levou a polícia até o local onde a arma do crime e outros objetos foram jogados, inclusive luvas descartáveis e uma camisa utilizada para limpar a casa, estratégia que seguiram para tentar apagar indícios do duplo assassinato brutal.

Louro e Kiko tiveram as mãos amarradas com algemas de plástico, do tipo lacre inviolável, e foram asfixiados antes de serem golpeados com uma faca de mesa. O médico foi encontrado morto no banheiro da casa, já o corpo de Louro foi deixado na sala do imóvel.