Fábio Porchat nega que apoio a Bolsonaro tenha influenciado sua saída da Record


Fábio Porchat pediu para sair da Record (Imagem: Divulgação / Record)

Continua a novela envolvendo a saída de Fábio Porchat da Record. Em depoimento à coluna do jornalista Ricardo Feltrin, o humorista afirmou que voltará a conversar com a emissora em dezembro a respeito de seu desligamento.

Porchat também aproveitou para negar os rumores de que a manifestação pública de apoio do dono da emissora, Edir Macedo, à candidatura do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) tenha influenciado sua decisão de deixar a casa.

Os boatos tiveram início porque a informação da saída de Porchat vazou justamente no dia 30 de setembro, mesma data em que Macedo anunciou seu apoio a Bolsonaro. Porchat, porém, garantiu que havia procurado a Record para tratar da rescisão de seu contrato muito antes do fato político.

De acordo com o mesmo Feltrin, a direção da Record teria ficado magoada com o pedido de demissão do apresentador, já que sempre deu total liberdade ao contratado não só no que compete a seu programa, mas também para negociar com canais de TV paga.

Saiba Mais:

Fábio Porchat impõe condições para continuar na Record

Em momento MTV, Marcos Mion provoca Roberto Justus em “A Fazenda”

COMENTÁRIOS – Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!



Fonte: RD1.com.br