Giphy deleta gifs de terceiros no Instagram

A alegria durou pouco para muitos que estavam conseguindo enviar gifs / stickers para a uma das redes sociais mais usadas no mundo, o Instagram.

O site detentor dos gifs usados em plataformas como Facebook, Twitter e Instagram, o giphy.com está iniciando um processo inverso, o de desvincular gifs produzidos por artistas que faz menção a outras pessoas ou marcas.

COMO FUNCIONA?

Para ser um artista da GIPHY você precisa se cadastrar no site, enviar gifs de qualidade e em seguida enviar um e-mail para o mesmo website pedindo que sua conta seja migrada para Artists on Giphy. Só tendo uma conta de artista seus gifs com fundo transparente poderão se tornar stickers para serem usados nos stories do Instagram, por exemplo.

QUAL O MOTIVO DELES DESVINCULAREM?

Segundo a própria GIPHY, em e-mail enviado para nossa redação, eles não estão mais aceitando que pessoas façam gifs para outras pessoas ou empresas que querem que seu logotipo apareça como sticker no Instagram. Eles alegam que conta de artista serve para o usuário enviar gifs que não possuam qualquer conotação comercial ou de promoção pessoal. Caso queiram fazer isso, eles pedem que se cadastrem em uma conta “Brands”, ou seja, conta de marca oficial. Você pode fazer isso através desse link: https://giphy.com/join/apply/brand.

Infelizmente a própria GIPHY alerta que a aprovação ou não da conta é feita manualmente e milhares de pedidos são realizados por dia, dificultando assim a  agilidade deste processo que, segundo eles, pode demorar em torno de 48h ou mais, porém sabemos que tem contas que só conseguiram a aprovação após 15 dias de pedido ou num prazo ainda mais extenso.

O registro Brands on Giphy também não é tão simples de obter. Há quem diga que apenas grandes marcas são autorizadas para que possam enviar gifs, mas constatamos que microempreendedores também conseguiram essa autorização especial.

O que não se pode negar e lamentar é a falta de sensibilidade de seus criadores para com quem conseguiu a aprovação da conta e teve seus stickers e gifs desvinculados do Instagram. Em nenhum local do site informa que essa prática de produzir gifs para empresas e terceiros é proibida. Eles ao invés de alertar o usuário para que não faça mais estes procedimentos, desvinculam os gifs após enviarem um mensagem eletrônica de e-mail alertando que você receberá em breve um downgrade da sua conta por fazer gifs de terceiros.

Má organização

Outra coisa que nos chama a atenção é que qualquer pessoa pode criar qualquer conta com qualquer e-mail sem que o mesmo seja confirmado. Não existe, até o momento desta matéria, uma confirmação de e-mail após cadastro feito, ou seja, se você quiser cadastrar uma conta com o email da Rede Globo, por exemplo, você corre risco de ser aceito temporariamente, fazendo se passar por um representante da emissora, porém não recomendamos ninguém a fazer isso, além de estar infringindo a lei, você também corre risco de perder a conta quando descobrirem que você não é realmente dono daquele endereço de e-mail cadastrado.

FAZER GIFS SERIA UMA MÃO NA RODA PARA DESIGNERS GANHAREM UMA GRANA

Nos dias de hoje é natural uma celebridade ou digital influencer ganhar muito dinheiro com sua conta apenas fazendo anúncios de produtos no Instagram. Com certeza essa renda não é repassada para empresa. Designers gráficos também viram a possibilidade de trabalhar com esse novo segmento de Gifs para Stories. Eles produziam um gif para uma empresa, implantava no Instagram e cobrava por este serviço. Com essa nova política da Giphy deixa qualquer pessoa descoberto de fazer este serviço.

E AGORA?

Bom, agora é muito simples. É tentar ter uma conta aprovada e seguir essa nova regra da Giphy, mas com certeza você nunca terá a exatidão se seus gifs irão permanecer para sempre no Instagram. Torcemos muito para que eles possam ser mais maleáveis e até liberar todas as contas sem que passe por uma aprovação manual, ou então que sejam mais ágeis na aprovação e menos rigorosos.