Nadja Pessoa em briga com Caique Aguiar (Foto: Reprodução/ Record TV)

A expulsão de Nadja Pessoa de A Fazenda 10 ainda continua dando o que falar. Nesta quarta-feira (07), o advogado especializado no direito da família e sucessões, Rafael Gonçalves, criticou a RecordTV. Para ele, a desclassificação da empresária foi injusta, e comparou o caso com o de Marcos Harter, no BBB17.

Leia também: A Fazenda 10: João Zoli lamenta saída de Nadja Pessoa “Não queria”

“Seria injusto não comentar! O cara apontou o dedo na cara da mulher, peitou em evidente coação/ ameaça física. A agrediu psicologicamente e moralmente a participante, e nada aconteceu. Daí a mulher decidiu revidar, passando o ‘calcanhar na canela do machão’, e pronto, é expulsa do programa.”, iniciou.

“Sou totalmente contra qualquer tipo de violência, mas o que a emissora do programa fez, além de injusto, foi desleal. Minimizar inúmeros tipos de agressão contra a mulher, em prol do evidente machismo do rapaz, que se coloca na situação de vítima, mas é tanto agressor quanto a outra, só serviu para que milhares de pessoas confirmem, o que acontece diariamente quando as mulheres são vitimas de agressão, (física, psicológica, moral, etc…) e, esgotadas, revidam (denunciando ou se defendendo). NADA ACONTECE!”, criticou.

Veja mais: A Fazenda 10: Felipe Sertanejo diz que fãs de Nadja devem tirar Fernanda do jogo “Ela deu um tiro no pé”

Sem citar nomes, Rafael relembrou episódio em que Marcos Harter foi expulso do BBB17 após acusação de agressão a Emilly. “‘Neste ponto a Globo se destacou, quando em situação similar, se impôs e tirou o participante que fez menos que isso, de forma pontual e LEGAL!’ Pra ser justo nesse caso, a expulsão de ambos seria a mais adequada, mesmo ciente de que a Record teve a oportunidade de expulsar o primeiro agressor diversas vezes e não o fez!”, opinou.

A edição de A Fazenda 10 desta terça-feira (06), exibida pela RecordTV, destacou a expulsão de Nadja Pessoa. Marcos Mion falou sobre a decisão da direção do confinamento em tirar a empresária do jogo. Ela foi acusada de agressão física por Caique Aguiar.

“Não é fácil de assistir essas cenas. Foi uma tensão fora do normal. Uma das regras mais importantes é que nenhum participante pode ameaçar a integridade física do outro. Quando a Nadja deu aquele primeiro chute intencional no Caique com o salto, ela ultrapassou esse limite”, disse Mion.

“Especificamente esse chute foi considerado uma agressão física incontestável pela direção do programa”, justificou em seguida. Marcos também falou sobre a atitude Caique em provocar Nadja.

“É nítido que o Caique aproveitou o estado que ela estava e passou da conta na provocação. Como jogador, ele viu que ela estava sangrando, que não estava estável psicologicamente e foi pra cima sem parar”, destacou ele.

+ ACOMPANHE TUDO SOBRE A FAZENDA – MAIS CONECTADA



Fonte: Observatório da TV