Samuel (Stepan Nercessian) e Carolina (Marjorie Estiano) (Foto: Globo/ Mauricio Fidalgo)

O passado de Carolina (Marjorie Estiano) insiste em atormentar sua vida e interferir em seu trabalho em Sob Pressão. No episódio da próxima terça (13), Carolina não espera por provas concretas e acusa um pai de agredir seu próprio filho.

Veja também: Eduardo Costa chama Fernanda Lima de ‘imbecil’ e Rodrigo Hilbert sai em defesa da esposa

Com lesões pelo corpo, antigas e cicatrizadas, Djonatas (Cauã Antunes) dá entrada na emergência em estado grave no colo do pai. Miguel (Luiz Bertazzo), que traz o menino em seus braços, afirma que o filho caiu de um brinquedo na escola. Porém, câmeras de segurança do local não mostram o momento da queda.

Intrigada, Carolina logo suspeita de violência e, mesmo orientada pelos colegas a esperar por mais provas, expulsa o pai do quarto. A médica ainda pede que o segurança do Macedão o mantenha afastado do garoto.

Ao final da cirurgia de Djonatas, Samuel (Stepan Nercessian) mostra provas a Carolina do que realmente aconteceu com o menino. A verdade surpreende a médica que volta a se ferir, acreditando que a atitude possa amenizar sua dor e angústia.

Evandro cede à insistência de Renata

Após insistência de Renata (Fernanda Torres), Evandro (Julio Andrade) aceita ir com a média em uma feira hospitalar.

Para isso, ele deixa Dona Leda (Lea Garcia), que precisa fazer um procedimento na vesícula, nas mãos de Charles (Pablo Sanábio). O residente precisa comandar o centro cirúrgico durante todo o procedimento e recebe o apoio do anestesista Amir (Orã Figueiredo).

O que Evandro não imagina é que um grande esquema de corrupção é oficializado no evento. Enquanto isso, o estado de Dona Leda se torna crítico, quando os médicos descobrem um problema no coração da mulher. Preso numa barreira policial na volta ao hospital, Evandro ainda tenta ajudar Charles por telefone. Mas o sinal não funciona, e a vida da paciente depende exclusivamente da performance do residente.

 



Fonte: Observatório da TV