O Atlético-MG deu um passo importante para conseguir viabilizar juridicamente a construção de seu novo estádio, a Arena MRV. ​Uma vez que o projeto passa pela utilização de uma área de preservação ambiental, diversos são os entraves legais para o início da obra, sendo um deles já superado na última sexta-feira (23).

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​De acordo com o ​UOL Esportes, o atual governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), assinou um decreto que torna a Arena MRV um projeto de interesse social: Este decreto limita-se, em seus efeitos, ao reconhecimento do interesse social do empreendimento referido. A autorização de supressão de vegetação em área de preservação permanente, a partir desta declaração, dependerá de procedimento administrativo próprio dos órgãos ambientais competentes, na forma de legislação vigente”, despachou o governante.

A partir deste documento, o Atlético-MG deve ter a vida “facilitada” para obtenção do aval junto à outras esferas e instâncias, como a Secretaria de Meio Ambiente municipal e estadual, bem como outras entidades que fiscalizam as Áreas de Proteção Permanentes (APP’s) em Minas Gerais. Para quem desconhece o projeto, a Arena MRV passará por uma área de proteção ambiental, exigindo desmatamento de uma pequena parte do terreno, além da canalização de um córrego que atravessa o loteCaso consiga a autorização das instituições restantes, o Atlético-MG deve dar início às obras já em 2019, com planejamento de conclusão para o início da próxima década (2021).

Atlético-MG deu passo crucial para viabilizar nova Arena





Fonte: 90min