Alain (João Vicente de Castro) e Cris (Vitória Strada) em Espelho da Vida
Alain (João Vicente de Castro) e Cris (Vitória Strada) em Espelho da Vida (Reprodução/TV Globo).

Historicamente rígida com sua programação, a Globo parece que está mesmo em outros tempos e dará uma mostra de que sua grade é flexível e prioriza eventos ao vivo. Na próxima sexta-feira (16) a emissora carioca terá um jogo de futebol. A atração ocorrerá em um de seus horários de novelas, que são o carro-chefe de sua programação.

Se trata de um amistoso entre Brasil e Uruguai, realizado em Londres, a partir das 20h, horário local, e 18h, em Brasília. Com isso, Espelho da Vida, a novela das seis, escrita por Elizabeth Jhin, não será exibida. Além disso, o tradicional jornal local da noite também deixará a programação neste dia.

Veja também: Em alta na Record, Xuxa é disputada por dois canais de televisão argentinos

Ainda por causa da partida, que será disputada no Emirates Stadium, casa do time de futebol Arsenal, e que deve ter Neymar em campo, a Globo antecipará o horário de alguns programas. A Sessão da Tarde, o Vale a Pena Ver de Novo e Malhação: Vidas Brasileiras começarão mais cedo. O Vídeo Show, que tem problemas de audiência, será apenas encurtado.

Ainda sobre a Globo

A Globo decidiu alterar a programação para que todos possam ver o último capítulo de Segundo Sol sem spoilers. O encerramento ocorreu nesta sexta-feira (9). Não são todos os estados brasileiros aderiram ao horário de verão. Sendo assim, há uma diferença entre os horários de exibição da trama.

Segundo o colunista Flávio Ricco, do portal UOL, a emissora vai alterar a grade em 12 estados onde não têm horário de verão. São eles: Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Sergipe e Tocantins.

Nestes locais, normalmente, a novela O Tempo Não Para é veiculada logo após o Jornal Nacional, no horário de verão. Porém, para dar certo os planos da Globo por conta de Segundo Sol, a trama das 19h irá ao ar excepcionalmente antes do telejornal.



Fonte: Observatório da TV