​O ​Santos tem um objetivo claro para a 33ª rodada do Campeonato Brasileiro: entrar no G-6, mesmo que não dependa apenas de suas forças. Pois na tentativa de conquistar uma vaga à próxima Libertadores, deixar pontos pelo caminho, neste momento, pode ser fatal. Ainda mais sendo diante de um adversário que, conforme o retrospecto do próprio Peixe, é totalmente “batível”.

Já segue a gente no Instagram? ​Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Em sétimo lugar na tabela, a equipe paulista recebe a Chapecoense, segunda-feira, no Pacaembu. Contra rivais que estão abaixo na classificação – caso do time catarinense, atualmente na penúltima colocação e com sério risco de rebaixamento -, o time conquistou 61,12% dos pontos. Em 22 partidas, foram 12 vitórias, cinco empates e cinco derrotas. Ou seja, é justamente destes duelos que o Santos se beneficia em sua campanha de recuperação ao longo do Brasileirão. 


Em jogos diante daqueles que atualmente ocupam uma das seis primeiras posições, o clube nunca se saiu vencedor, tendo empatado cinco vezes e perdido outras cinco. Como na outra quinta-feira o compromisso será contra o Flamengo (3º), e no Maracanã, a hora de tentar criar uma mínima gordura é justamente agora. Do contrário, o Atlético-MG pode abrir uma pequena folga (no momento, estão empatados com 46 pontos), e o Atlético-PR, em caso de vitória sobre o Cruzeiro, pode ultrapassá-lo, pelos critérios de desempate, na disputa pela classificação ao principal torneio do continente.





Fonte: 90min