Todos os anos é a mesma coisa: a variante Snapdragon do próximo carro-chefe da Samsung tem melhor desempenho do que o modelo embalado pelo Exynos. Não seria a hora da gigante sul-coreana desistir do próprio processador?

Um suposto benchmark AnTuTu do Galaxy S10 vazou na rede e mostrou que a variante usando o Exynos 9820 é inferior em performance do novo Snapdragon 855. Independente deste resultado ser ou não confirmado com o lançamento dos novos flagships da Samsung, ano após ano, a realidade é a mesma, os países que recebem o modelo com Snapdragon, como é o caso do Brasil, possuem um aparelho melhor.

A Samsung tem exclusividade sobre o lançamento do primeiro smartphone construído com o Snapdragon 855, logo, deveria, pelo menos, oferecer a chance de todos os usuários da marca poderem comprar a variante com o processador que desejarem, isso não acontece na Europa, onde apenas a versão com Exynos é comercializada.

Reprodução

Além disso, o processador da Qualcomm é muito mais popular entre os desenvolvedores de ROMs customizadas, por exemplo, pois os drivers da Qualcomm é muito mais acessíveis do que os da Samsung. Mais do isso, a versão com Snapdragon 855 consegue chegar perto das pontuações alcançadas pelo processador Apple A12, usados pelos modelos mais recentes do iPhone.

Quando comprei meu Galaxy S8, a única opção que tinha disponível era com o processador Exynos, que entregava menor desempenho e autonomia de energia em relação ao modelo com Snapdragon. Na minha opinião, a Samsung deveria ou abandonar o Exynos ou democratizar o acesso ao modelo com o processador da Qualcomm para todos os usuários.

Via

O Natal está chegando. Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.





Fonte: Olhar Digital