A chegada de um novo treinador sempre mexe com um time. Seja na reformulação do elenco, na mudança do esquema tático ou nos pedidos de contratação, manutenção e venda de jogadores. Com Abel Braga no Flamengo, não foi diferente.

​+ Palmeiras pode entrar na jogada e atravessar a negociação de estrela com o Flamengo

​+ Após ‘barraco’, dirigente do Cruzeiro foi vetado da negociação com o Flamengo

O treinador resolveu apostar em dois nomes que estão longe de ser unanimidade na Gávea: Diego Alves e UribeApesar de não terem rendido o melhor em 2018, os atletas se mantiveram no clube, a pedido do técnico. E na estreia da Florida Cup, o primeiro jogo da temporada, mostraram que Abel tem motivos para confiar. As informações são do ​UOL.

Lesionado e afastado do grupo por indisciplina, Diego Alves tinha a sua permanência no clube incerta. Em outubro, o goleiro se recusou a viajar com o time para ser reserva e se desentendeu com o então técnico Dorival Junior. Logo depois, uma lesão no joelho direito piorou a situação do jogador. 

Apoiado por Abel, o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, procurou o atleta para virar a página. O goleiro pediu desculpas aos companheiros e acertou a permanência na Gávea. Titular contra o Ajax, o camisa 1 teve ótimo desempenho e atuou os 90 minutos. 

Já Uribe terminou 2018 como titular, marcando quatro gols nas últimas nove rodadas do Brasileirão. Nunca esteve perto de deixar o clube, mas viu a concorrência aumentar com Henrique Dourado – que viveu sua melhor fase quando comandado por Abel Braga, então no Fluminense. 

– O Flamengo está formando duas equipes para ter o máximo de qualidade possível em todas as posições. O titular pode ser o Uribe, o Gabigol, o Dourado. Vai ter briga. O Uribe começou a temporada fazendo gol e sai na frente – declarou o técnico Abel Braga.



Fonte: 90min