Do prestígio quando contratados, ao ostracismo interno. 2019 começa altamente desafiador para dois jogadores específicos que integram o atual elenco do ​Grêmio: o meia-atacante Marinho e o centroavante André. Em baixa junto à comissão técnica, os dois reforços mais caros do Tricolor na temporada passada terão que ‘suar a camisa’ para reconquistar espaço.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Andre

Na última sexta-feira (11), como destaca o ​Globoesporte, Renato Gaúcho comandou o seu primeiro treino coletivo após realização de procedimento cirúrgico no coração, para a correção de uma arritmia. Com estratégia definida para o Gauchão – usará o time de transição -, o comandante aproveitou para treinar e dar ritmo aos ‘reservas’. O mais curioso da atividade ficou a cargo da escalação de André e Marinho no suposto terceiro time tricolor.

Os dois enfrentam grande resistência junto ao torcedor gremista, pelo baixíssimo retorno esportivo em comparação ao alto investimento feito para viabilizar suas respectivas chegadas. André somou quatro gols em 29 partidas disputadas em 2018, enquanto Marinho balançou as redes apenas uma vez em 16 jogos. No caso do segundo, ainda há o agravante recente das polêmicas declarações sobre seu ​desejo de jogar no Flamengo.

Marinho,Rene

O mau rendimento de ambos levou a diretoria tricolor a buscar alternativas nesta janela de transferências. Para o comando do ataque, ​o Grêmio buscou a contratação do jovem Felipe Vizeu, ex-Flamengo. Para os lados do campo, um recém-chegado com potencial de titularidade é Walter Montoya, emprestado pelo Cruz Azul. Ambos saem na frente na disputa por posição para a atual temporada.





Fonte: 90min