Sem espaço no Cruzeiro, gringo segue com futuro incerto para 2019


​Ele foi contratado há um ano. Na ocasião, para tirar Mancuello do Flamengo, o ​Cruzeiro se comprometeu a pagar R$ 6 milhões por 60% dos direitos econômicos – recentemente, o clube rubro-negro entrou com uma ação cobrando o repasse de R$ 4 milhões ainda devidos. Agora, mesmo que exista um contrato em vigor até o final de 2020, o futuro do meio-campista é incerto. Sem espaço com o técnico Mano Menezes, fica a expectativa para saber onde o argentino irá atuar.

De torcedor para torcedor: ​clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Incluído entre as chamadas moedas de troca, o atleta está na mira de dois clubes de Buenos Aires: San Lorenzo e Boca Juniors. O primeiro já vem tentando a contratação do profissional desde o mês de dezembro. Em determinado momento, chegou-se a cravar um acerto entre as partes, mas o anúncio jamais ocorreu. Embora o gerente de futebol Leandro Romagnoli tenha manifestado confiança em um acordo, ainda é preciso alcançar um denominador comum quanto a valores a serem pagos para a Raposa e, também, no que se refere ao salário, que é considerado bastante alto.

Recentemente, o presidente do Boca, Daniel Angelici, revelou que Mancuello está no radar do time, e que uma conversa com o treinador Gustavo Alfaro poderia encaminhar uma investida em cima do jogador. Ele seria, inclusive, um substituto para o capitão Pablo Perez, que tem seu futuro incerto. Enquanto isso, o gringo segue participando da pré-temporada do Cruzeiro. Porém, nos treinos mais recentes, sequer apareceu em campo e ficou realizando apenas trabalhos internos. Mais um sinal de que, com Mano, o meia não tem muita moral.





Fonte: 90min