Felipão x Sampaoli: clássico coloca frente a frente ideias opostas de futebol


É sábado de clássico em São Paulo. A partir das 19h, Palmeiras e ​Santos se enfrentam no Allianz Parque pela oitava rodada do Campeonato Paulista. Pois o duelo coloca frente a frente duas equipes que lideram suas chaves, mas que têm concepções bem diferentes de futebol por conta do estilo defendido por seus técnicos.

Já segue a gente no Instagram? ​Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Com um currículo inquestionável, Luiz Felipe Scolari sempre defendeu, ao longo da carreira, o chamado futebol de resultado. E foi assim, sem grandes inovações táticas, primando pela marcação forte no meio-campo e sem medo de dar chutão (aliás, suas equipes por vezes abusam da ligação direta) que conquistou grandes títulos. O atual Verdão, por exemplo, preza muito pelo futebol de seus pontas, lançamentos e cruzamentos em direção ao centroavante, figura esta da qual o comandante não abre mão.

Por sua vez, Jorge Sampaoli objetiva o jogo bonito. E, de certo modo, já conseguiu incutir esta ideia na cabeça de seus atletas. A cada entrevista, todos falam sobre a importância de ter a bola nos pés para construir as ações ofensivas de forma insistente. O atual Peixe, por exemplo, não se cansa de incomodar os adversários com as infiltrações dos meias e com uma troca de passes de qualidade. Enfim, cada um do seu jeito constrói uma trajetória sem grandes sobressaltos até aqui. Agora é ver quem se sai melhor no embate direto.

Palmeiras: Weverton; Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Dudu, Ricardo Goulart e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Santos: Vanderlei; Matheus Ribeiro, Gustavo Henrique, Felipe Aguilar e Copete; Jean Lucas, Yuri e Diego Pituca; Cueva, Rodrygo e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.





Fonte: 90min