Globo e Record esperaram Band noticiar morte de Boechat


Ricardo Boechat
Ricardo Boechat morreu aos 66 anos (Imagem: André Lessa / IstoÉ)

Diante da notícia da morte de Ricardo Boechat nesta segunda-feira (11), emissoras e sites seguraram a informação até que a Band se pronunciasse sobre o caso. O canal esperou até se certificar que os familiares do jornalista soubessem do ocorrido, para que não tivessem a surpresa pela TV e internet, afirma a jornalista Christina Padiglione.

Desde que souberam de um helicóptero que teria caído na rodovia Anhanguera, em São Paulo, matando duas pessoas que estavam a bordo e deixando um motorista de caminhão com leves ferimentos, os veículos buscavam mais informações sobre o acidente, que aconteceu na hora do almoço.

Assim que tomou conhecimento que uma das vítimas fatais seria o seu principal jornalista, a Band segurou a informação até que a família do seu principal âncora fosse comunicada. Na Globo e Record já circulava que um dos corpos encontrados nos destroços da aeronave era de Boechat.

Entretanto, o jornalismo da Globo e o da Record abdicaram de dar o furo, à espera que a atual emissora do apresentador noticiasse o fato. No canal dos Marinho, a informação chegou no “Jornal Hoje” pelo repórter que sobrevoava o local da tragédia.

Na volta ao estúdio, Sandra Annenberg não conseguiu conter a emoção. Só após um tempo que o caso foi retomado com mais informações, ilustradas por imagens de arquivo.

“Jornal da Band” com bancada vazia em homenagem a Boechat comove web

Band, que dedicou toda a grade vespertina à cobertura da morte de Ricardo Boechat, preparou uma edição especial do “Jornal da Band” em homenagem ao âncora. Boechat esteve à frente do telejornal nos últimos 13 anos. Colegas dele, na Band e em outras emissoras, deram depoimentos exclusivos ao noticiário, conduzido em caráter interino por Fábio Pannunzio e Lana Canepa. A bancada vazia, no encerramento, comoveu internautas.

Dentre os contratados da casa, Ana Paula Padrão, Milton Neves, Renata Fan e o diretor de jornalismo Fernando Mitre falaram sobre Boechat. Do SBT, Carlos Nascimento; da Record, Marcos Hummel. Da Globo, Mariana Ferrão – que apresentou o “Jornal da Band” ao lado de Ricardo, entre 2006 e 2008 –, além de Chico Pinheiro e Miriam Leitão, com quem o jornalista dividiu o estúdio do “Bom Dia Brasil”, de 1997 a 2001.

Ainda, William Bonner e Maria Beltrão, da GloboNews – que exaltou o convívio do amigo com taxistas, espécie de “auxiliares” em pautas da atração dele na BandNews FM. A categoria, aliás, também homenageou Boechat, com um buzinaço em frente à sede da Band, em São Paulo. O canal também ouviu ex-contratados, como Ticiana Villas-Boas e Paloma Tocci; a última deixou a bancada em janeiro, após a não renovação de contrato com a emissora. Os depoimentos de colegas encerraram os blocos do “Jornal da Band”.

Dentre as matérias, destaque para o perfil de Ricardo Boechat, desenhado pela repórter Sônia Blota. Lana Canepa, ao chamar uma das reportagens, ficou visivelmente emocionada. O encerramento incluiu aplausos das redações da emissora – com nomes do entretenimento, como Cátia Fonseca, Henrique Fogaça e Paola Carosella – e a bancada vazia. A Band manterá as homenagens a Ricardo Boechat, com uma edição especial do “Jornal da Noite”, a partir das 22h.

COMENTÁRIOS – Interaja Você Também! ⬇

Os comentários aqui não refletem a opinião do site e seus autores. Está opção de comentário NÃO publica automaticamente nada em seu Facebook, fique tranquilo!



Fonte: RD1.com.br