​A partir das 20h, o ​Palmeiras entra em campo para enfrentar o Novorizontino pela sexta rodada do Campeonato Paulista. É a possibilidade que o clube tem de recuperar a liderança do Grupo B, perdida neste domingo para o Novorizontino. No entanto, antes de a bola rolar no Pacaembu as atenções estarão voltadas para o Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Paulista de Futebol. No banco dos réus, estarão o atacante Deyverson e o técnico Luiz Felipe Scolari.

De torcedor para torcedor: ​clique aqui e siga o 90min no Instagram!

Deyverson foi expulso no segundo tempo do clássico contra o Corinthians por uma cusparada em Richard. Assim, está incluso no artigo 254-B (“cuspir em outrem”) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva e poderá receber entre seis e doze partidas de pena. Depois de ser multado em R$ 350 mil pela diretoria em função deste ato, ele cumprirá suspensão automática nesta segunda-feira.

FBL-LIBERTADORES-BOCA-PALMEIRAS

Felipão, por sua vez, está enquadrado no artigo 258, que trata de “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste código”. Conforme destaca o texto, “desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões” é uma das tipificações e prevê punição de um a seis jogos. Na súmula do dérbi, o árbitro Luiz Flávio de Oliveira relatou que o treinador se dirigiu a ele com as seguintes palavras: “Parabéns! Você é maravilhoso para apitar os nossos jogos”. O julgamento se inicia às 17h30min.

Palmeiras: Weverton (Fernando Prass), Mayke, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Carlos Eduardo, Dudu e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Bragantino: Alex Alves; Itaqui, Lázaro, Júnior Goiano e Léo Rigo; Klauber e Magno; Esquerdinha, Rafael Chorão e Wesley; Matheus Peixoto. Técnico: Marcelo Veiga.





Fonte: 90min