Torneio secundário? Santos adota ‘lema’ para disputa da Copa Sul-Americana


Dono da melhor campanha entre os quatro grandes que disputam o Paulista, o ​Santos quer prolongar o bom momento e levá-lo para outras competições. Na próxima terça (12), a equipe alvinegra inicia sua caminhada pela Copa Sul-Americana contra o River Plate-URU, prometendo manter o mesmo ímpeto de seus primeiros compromissos na temporada.

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

​​Como noticia o ​UOL Esportes, a Sul-Americana não é uma competição com a qual o Peixe está habituado. O Alvinegro soma apenas cinco participações anteriores, sendo a última delas em 2010, quando foi eliminado na primeira fase para o Avaí. De lá para cá, o clube da Baixada esteve em quatro edições de ​Libertadores, sem poder participar da Sul-Americana  nos anos restantes devido ao regulamento impeditivo da Copa do Brasil.

As melhores campanhas do Alvinegro em Sul-Americana foram nos anos de 2003 e 2004, quando chegou consecutivamente às quartas de final. Para 2019, o Santos quer superar seu melhor resultado, prometendo jogar a competição “pra valer” pela primeira vez em sua história. O objetivo na Vila Belmiro é terminar a temporada com um título expressivo e vaga na Libertadores 2020, algo que a Sul-Americana proporciona. 

Embalado pelo bom início de Estadual e boa impressão deixada pelo início de trabalho da nova comissão técnica, o Santos ainda tem outro aliado em sua busca pelo título continental: a experiência prévia de Jorge Sampaoli no torneio. O chileno tem um troféu de Sul-Americana em seu currículo, conquistado em 2011 com a Universidad de Chile.





Fonte: 90min