Libertadores vira pesadelo, e provável eliminação precisa recair sobre Levir


​Em duas rodadas, o sonho da Libertadores virou pesadelo para o Atlético-MG. Após perder em casa para o Cerro Porteño-PAR e fora para o Nacional-URU, o time brasileiro ocupa a lanterna do Grupo E. Aliás, já está seis pontos atrás dos dois primeiros adversários, que também derrotaram o Zamora-VEN. Pois este mau desempenho, ao que tudo indica, não acontece por acaso.

De torcedor para torcedor: clique aqui e siga o 90min no Instagram!

FBL-LIBERTADORES-NACIONALURU-MINEIRO

Ao trocar uma formação que vinha correspondendo, o técnico Levir Culpi apostou alto. E, por enquanto, vem perdendo feio. Nem gol a equipe voltou a fazer desde o momento em que seu comandante resolveu abrir mão de um jogador ofensivo para colocar mais um volante no time titular. Ou seja, embora o treinador pareça deixar claro que não vê tanta coincidência assim nos fatos (tanto que não pretende retomar a tática anterior), para quem analisa futebol fica claro que esta queda não se deu por algo do destino. E, se neste meio do caminho houve um fato relevante, este foi a saída de um atleta com as características de Chará.

Chara

A Libertadores é uma competição de tiro curto. Não adianta jogar bem e perder. É preciso somar pontos. Neste momento, nada indica que o Galo vai conseguiu deixar as adversidades para trás e lutar por uma vaga nas oitavas de final. Pelo contrário. Mesmo que tenha dois jogos diante do inexpressivo rival venezuelano, a diferença para os demais adversários já é estratosférica. A dupla Cerro/Nacional depende só de si e tem vida mansa por muito tempo. Como se diz na gíria do esporte, os mineiros terão que “tirar um coelho da cartola”. E isso só comprova que a aposta de Levir não foi das melhores. Até acho que a equipe do Atlético-MG não é forte o suficiente para ser campeã. Longe disso. Mas uma eventual e até provável eliminação já na fase de grupos tem muito mais a ver com quem está no banco de reservas do que com quem corre atrás da bola





Fonte: 90min