Policiais são chamados com urgência após ataque a uma mesquita na Nova Zelândia


Na tarde desta sexta-feira (!5), a polícia de Christchurch, na Nova Zelândia, foi chamada imediatamente depois que inúmeras testemunhas relataram a presença de um atirador numa mesquita local. 

A emissora televisiva Newshub afirmou que seis pessoas morreram e que três estão em estado grave e outras três em estado critico. Eles também afirmaram que os tiros foram disparados diretamente na mesquita Linwood e um hospital de Christchurch, 

E em pouco tempo, o site britânico The Guardian informou que há um carro-bomba localizado na Strickland Street, mais ou menos três quilômetros de Hagley Park e que policiais já foram enviados até lá. 

As notícias locais indicam que há feridos e quatro pessoas foram vistas deitadas no chão ao lado de grandes poças de sangue na mesquita já citada, mas não se tem certeza se estão vivas ou mortas.

Aproximadamente 300 pessoas estavam dentro da mesquita no momento em que o ataque começou. O atirador usava um capacete, óculos e um casaco com estampa militar, quando em seguida abriu fogo com uma arma automática. Ele foi descrito como branco, magro, loiro e baixo. 

As escolas de Christchurch foram bloqueadas e os pais foram avisados que os filhos estão em segurança. Pessoas que estão nas redondezas foram aconselhadas a ficarem dentro de prédios e não transitar pelas ruas durante a revista dos policiais. 

Um comerciante local afirmou para o site Stuff que ouviu cerca de 20 disparos e que viu pessoas correndo, um pouco tempo antes do momento em que os policiais chegaram. 

A emissora TVNZ disse que a primeira-ministra neozelandesa Jacinda Ardern já está sabendo do ocorrido e que irá se pronunciar em breve. 

Fonte: Mobnoticias.com