Deputado critica determinação que impede agentes públicos de expor presos à imprensa

O deputado (PSL) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira, 25, para lamentar o fato da Justiça ter acatado, de forma liminar, uma ação civil proposta pela Defensoria Pública, que impede que agente públicos exponham, nos meios de comunicação, as imagens de pessoas presas. O deputado defende que é direito da sociedade conhecer os bandidos que atuam na cidade. “Espero que o juiz reflita sobre isso e reverta essa liminar”, declarou Bebeto.

“É extremamente importante a apresentação dos presos, para que ele possa ser reconhecido. Tivemos recentemente, aqui em Maceió, um preso acusado de estupro que, com poucos dias após a divulgação de sua imagem, apareceram mais de vinte vítimas”, destacou o parlamentar. “Agora, se o policial ou o repórter usam essa imagem para denegrir ou para chacota devem responder por isso”, disse.

Segundo o deputado, a Defensoria Pública defende que a divulgação do rosto das pessoas nos veículos de comunicação, sem uma culpa formada na Justiça, acarreta em violação no direito constitucional a própria imagem e a presunção de inocência, podendo dificultar o exercício da ampla defesa.

Assessoria